Novidades

POTTERMORE
23/06/2011

Vocês podem ter notado recentemente uma série de corujas em vários sites levando-os a um vídeo no YouTube, onde faço o meu anúncio animador mais recente.

O POTTERMORE é um novo site, onde você pode desfrutar de uma experiência online baseada em torno dos livros de Harry Potter, que inclui novas informações exclusivas vindas de mim. Se você deseja assistir ao vídeo do anúncio, por favor, clique aqui.

Embora você vá me ouvir falar mais sobre o pottermore.com no momento, o jkrowling.com permanece como meu próprio site pessoal para vários conteúdos, tais como biografia e bibliografia atualizadas, e links para organizações relevantes, incluindo instituições de caridade que eu apoio.

Lançamento de ‘Os Contos de Beedle, o Bardo’
28/10/2008

Como alguns de vocês já sabem, estarei apoiando o lançamento de ‘Os Contos de Beedle, o Bardo’ com um chá Beedle na Biblioteca Nacional da Escócia, em Edimburgo, em 4 de dezembro. Estou satisfeita porque o livro agora estará disponível a todos, com os lucros de vendas indo ao Children’s High Level Group, a instituição que ajudei a fundar e que trabalha com crianças vulneráveis em todo o leste europeu.

Infelizmente precisamos limitar as presenças ao lançamento, então estas irão para crianças de 8 a 11 anos de escolas primárias da região de Edimburgo, que serão escolhidas por um sorteio aleatório conduzido pelo jornal local. Além disso, alguns ingressos estarão disponíveis através de competições sendo administradas pela Scholastic, Bloomsbury e Amazon – confira seus websites para mais detalhes.

Um dos sete exemplares originais escritos à mão de ‘Os Contos de Beedle, o Bardo’, bondosamente emprestado por meu primeiro editor Barry Cunningham, será exibido por um mês na Biblioteca Nacional da Escócia de 5 de dezembro a 4 de janeiro de 2009, então qualquer um que visitar Edimburgo poderá vê-lo.

Centenas de milhares de crianças vulneráveis no leste europeu estão vivendo em condições pavorosas em grandes instituições residenciais. Ao contrário da crença popular, menos de 4% delas são órfãs, mas estão sob cuidados porque são consideradas deficientes ou suas famílias são pobres ou são de etnias minoritárias. O Children’s High Level Group está publicando ‘Os Contos de Beedle, o Bardo’, em colaboração com minhas editoras de língua inglesa, Bloomsbury e Scholastic, minhas editoras estrangeiras por todo o mundo e também a loja virtual de livros Amazon, que está produzindo uma versão de Edição Especial Limitada, todas elas arrecadando dinheiro para financiar nosso trabalho na salvação dessas crianças das instituições para famílias afetuosas ou abrigos comunitários.

Espero que ‘Os Contos de Beedle, o Bardo’ não seja apenas um presente de Natal bem-vindo para os fãs de Harry Potter, mas uma oportunidade de dar a estas crianças abandonadas uma voz.

Children’s High Level Group vai publicar “Os Contos de Beedle, o Bardo” em 4 de dezembro de 2008
31/07/2008

Houve uma decepção compreensível entre os fãs de Harry Potter quando apenas uma cópia de “Os Contos de Beedle, o Bardo” foi oferecida para o público em dezembro. No entanto, estou encantada em anunciar que, graças ao generoso apoio da Bloomsbury, Scholastic e Amazon (que comprou a cópia escrita à mão no leilão) – e com a benção dos proprietários dos outros seis livros originais -, “Os Contos de Beedle, o Bardo” vai estar largamente disponível para todos os fãs de Harry Potter. Os ganhos vão ser doados para o Children’s High Level Group, para beneficiar crianças internadas que tem necessidade urgente de uma voz. A nova edição incluirá os contos em si, traduzidos das runas originais por Hermione Granger e com ilustrações feitas por mim, mas também terá notas do Professor Dumbledore que aparecem pela generosa permissão dos diretores do Arquivo de Hogwarts. Os comentários de Dumbledore sobre os contos, os quais foram descobertos em seus documentos após sua morte, incluem algumas notas históricas, reflexões pessoais e os aspectos de um dos ramos mais misteriosos da magia: o folclore mágico. Espero que os leitores que poderão ter essas fábulas mágicas clássicas pela primeira vez, encontrem em seus comentários tanto entretenimento como utilidade.

Leilão de Caridade da Waterstone’s
29/05/2008

Alguns meses atrás alguns autores foram convidados a escrever textos à mão para um leilão oferecido pela Waterstone’s no próximo dia 10. A arrecadação será fornecida à “English PEN”, a associação de escritores, e à “Dyslexia Society”.

Depois de brincar com algumas idéias, decidi escrever um pequeno (para mim!) resumo do prefácio da série Potter. O texto tem aproximadamente 800 palavras e acontece cerca de 3 anos antes do nascimento de Harry.

Embora sentindo tudo isso como uma recaída de um viciado enquanto eu sentava e escrevia – as palavras apareciam pela minha caneta com uma facilidade assustadora -, eu NÃO ESTOU trabalhando em um prólogo. De fato, escrevi isso claramente no texto em si. Somente pensei que esse seria o melhor modo de fazer dinheiro para duas caridades extremamente valiosas.

A boa notícia para os fãs de Potter que não poderão dar seus próprios lances é que eles poderão ler a pequena história (junto com as dos outros maravilhosos contribuidores: Doris Lessing, Margaret Atwood, Tom Stoppard, Irvine Welsh, Sebastian Faulks, Axel Scheffler, Lauren Child, Nick Hornby, Neil Gaiman, Lisa Appignanesi, Richard Ford, e Michael Rosen) comprando o livro de duplicatas, disponível em agosto. Os ganhos desses livros também serão fornecidos às intituições.

Leilão de “Os Contos de Beedle, o Bardo”
21/12/2007

Como vocês já podem saber, a sétima cópia de “Os Contos de Beedle, o Bardo” arrecadou incríveis £1,95 milhões no leilão, que será doado para a campanha Children’s Voice.

É uma sorte que ninguém estivesse filmando minha reação enquanto as ofertas cresciam e cresciam. Fiddy, Angela, Christine e eu estávamos sentadas ao redor do laptop de Fiddy em nosso escritório (já mencionados como meu endereço público e minhas inestimáveis assistentes que lidam com o correio), assistindo um link ao vivo com o Sotheby’s. Assim que a quantia chegou a 1 milhão, eu fiquei praguejando alto a cada novo lance, e quando chegou à oferta final, o ar mudou para um adorável tom de azul…

Eu estou maravilhada que a Amazon tenha comprado o livro, e quero agradecê-los por sua enorme generosidade, que vai ajudar o Children’s Voice a alcançar muito, muito mais crianças institucionalizadas. Eu também estou emocionada que o Beedle da pedra da lua não vá ficar mofando sozinho em um cofre, mas entrará em uma turnê entre livrarias infantis. Considerando tudo, eu acho que não poderia ter desejado um desfecho melhor!

J.K. Rowling – A Year In The Life
07/12/2007

Pelos últimos 12 meses eu fui filmada para um documentário por James Runcie, que além de fazer filmes é um colega romancista. O documentário segue a minha vida durante o último ano de escrita de Harry Potter e inclui cenas minhas trabalhando em “Relíquias da Morte”, em turnê, no lançamento e muito mais. O documentário será mostrado no Reino Unido no domingo de 30 de dezembro, na ITV.

Continuação Lexicon
09/11/2007

Como vocês já devem ter lido, em 8 de novembro de 2007 um juiz de Nova Iorque emitiu uma ordem contra a RDR Books em relação à proposta do livro The Harry Potter Lexicon, tal ordem a ser aplicada a qualquer proposta de licenciamento do livro em todo o mundo.

O juiz Patterson impôs uma ordem de restrição sobre a editora do Lexicon, que permanecerá em vigor até pelo menos fevereiro de 2008. Isso significa que o livro não pode ser concluído, publicado ou comercializado até que o tribunal tenha tido tempo para decidir se ele quebraria a lei se fosse publicado na sua forma atual.

Não me agrada o fato da publicação ter sido impedida momentaneamente. Pelo contrário, sinto-me extremamente desapontada que essa questão tenha vindo ido à justiça. Apesar das repetidas solicitações, a editora se recusou até mesmo de permitir fazer quaisquer alterações ao livro para garantir que ele não violasse os meus direitos.

A menos que a mudança da editora mude, nós todos vamos voltar ao tribunal no ano que vem. Dado o meu passado de bom relacionamento com o fansite Lexicon, só posso me sentir triste e desiludida que tenha sido aqui onde nós acabamos.

Leilão de “Os Contos de Beedle, o Bardo”
01/11/2007

Quando eu pensei em dar presentes de agradecimentos para as pessoas que estiveram muito intimamente envolvidas com Harry Potter nesses anos, nada que pudesse ser comprado me parecia pessoal o suficiente. Portanto, eu decidi escrever à mão um número limitado de cópias de “Os Contos de Beedle, o Bardo”.

Como só tive essa idéia depois de ter terminado Harry Potter e as Relíquias da Morte, eu fiquei com a tarefa de escrever histórias para os três títulos que Rony menciona no livro: O Poço da Sorte, O Mago e o Caldeirão Saltitante e Babbity, a Coelha, e seu Toco Gargalhante (e se alguém acha que é fácil escrever um conto chamado Babbity, a Coelha, e seu Toco Gargalhante, deixe-me desiludi-lo aqui.) Eu coloquei mais uma história O Coração Peludo do Mago e completei a coleção com a única fábula já contada, o Conto dos Três Irmãos.

Havia seis pessoas que eu queria honrar – os que realmente estiveram por dentro -, mas eu tive que fazer sete cópias, não seis. Eu então decidi leiloar o sétimo livro para o The Children’s Voice (antes chamado de Children’s High Level Group), a organização de caridade, da qual eu sou co-fundadora, que luta pelos direitos de crianças que vivem em instituições.

Cada uma das sete cópias de “The Tales of Beedle the Bard” tem uma dedicatória diferente; todas têm capas de couro e são enfeitadas com prata e diferentes pedras semi-preciosas. O sétimo livro (a edição com Pedra da Lua) será leiloado no Sotheby’s em Londres no dia 13 de dezembro de 2007. O livro ficará exposto ao público por um curto período antes da venda, e catálogos serão vendidos, todos os lucros indo para o Children’s Voice.


Atualização da notícia:
Livros Associados

31/20/2007

Como já é amplamente conhecido, uma queixa foi apresentada em nome da Warner Bros e no meu contra a editora do proposto Lexicon, escrito por Steven VanderArk. Essa decisão foi tomada, de minha parte, com imensa tristeza e decepção, e apenas porque os apelos diretos por uma solução razoável falharam. Eu nunca sonhei que, à luz das nossas boas relações anteriores – inclusive dando ao Lexicon um Fansite Award – essa situação iria surgir algum dia.

Pelo que eu entendo, o livro proposto não é uma crítica ou análise do mundo Harry Potter, o que seria perfeitamente legítimo – nem eu nem ninguém ligado a Harry Potter já tentou impedir tais livros de serem publicados. Trata-se, nós acreditamos, de uma versão impressa do website, exceto que agora a informação que estava disponível gratuitamente a todos vai se tornar uma empresa comercial.

Não é razoável, nem legal, para qualquer pessoa, fã ou não, tomar o trabalho duro de um autor, reorganizar as suas personagens e enredos, e vendê-los para seu próprio ganho comercial. Por mais que um indivíduo alegue amar o trabalho de outra pessoa, isso não os torna dele para ser vendido.

Livros Associados
31/10/2007

É de conhecimento geral que eu amo fansites genuinos de Harry Potter, que é a razão pela qual eu criei meu próprio prêmio para reconhecer sua criatividade e ingenuidade.

Também é uma notícia antiga que eu espero um dia escrever a enciclopédia definitiva de Harry Potter, que vai incluir todo o material que eu nunca coloquei nos romances, e que eu doarei os direitos desse livro para caridade.

Eu não posso, portanto, aprovar “livros associados” ou “enciclopédias” que procuram esvaziar previamente o meu livro de referência definitiva de Potter para ganho pessoal dos seus autores. Os perdedores em uma situação dessas são as obras de caridade, que eu espero, eventualmente, ajudar.

Turnê de Lançamento do Livro, outubro de 2007
14/06/2007

A turnê de lançamento do livro vai incluir quatro eventos, três deles vão ser em escolas de Los Angeles, Nova Orleans e Nova Iorque e vai ter mais um evento em Nova Iorque para qualquer fã que ganhar uma entrada oferecida pela Scholastic, minha editora norte-americana. Em cada evento, eu vou ler o livro Harry Potter e as Relí­quias da Morte, o sétimo e último livro da série Harry Potter, responder questões da série inteira e assinar exemplares do sétimo livro.

Vou estar no Teatro Kodak, em Los Angeles, na segunda-feira 15 de outubro; em Nova Orleans no Auditório Ernest N. Morial do Centro de Convenções, na quinta-feira 18 de outubro; e no Carnegie Hall em Nova Iorque, na sexta-feira 19 de outubro. Em setembro, no começo do ano escolar 2007/2008, a Scholastic vai selecionar escolas em cada uma das três cidades para mandar estudantes aos eventos. Cada escola selecionada vai receber um Chapéu Seletor para colocar na sua escola, onde eles vão ter a sua própria escolha aleatória de estudantes e classes para irem aos eventos.

Além desses três eventos para escolas, vai ter um evento na noite de 19 de outubro de 2007, na cidade de Nova Iorque, aberto para fãs de todas as idades. Cerca de mil leitores vão ser selecionados num sorteio e receberão um par de entradas para o evento no Carnegie Hall, na sexta-feira 19 de outubro às 19:00.

A Sessão de Autógrafos ao Luar
23/05/2007

Em 21 de julho de 2007, eu vou estar fazendo uma gigantesca sessão de autógrafos durante a noite! 1700 fãs de Harry Potter terão a oportunidade de ter suas cópias de ‘Harry Potter e as Relíquias da Morte’ autografadas por mim no Museu de História Natural, em Londres. Eles receberão uma cópia gratuita do sétimo livro de Harry Potter, cortesia da Bloomsbury, minha editora do Reino Unido. 500 desses fãs também serão selecionados aleatoriamente para me ouvir lendo o livro à meia-noite.

Para ganhar bilhetes para esse evento, você precisará enviar a sua inscrição através dos seguintes websites: bloomsbury.com (para os residentes no Reino Unido e Irlanda) e scholastic.com (para os norte-americanos). Outros bilhetes também podem ser atribuídos às editoras outros países que também falam inglês; mantenham um olho em seus websites.

Faz um longo tempo desde que eu fiz uma sessão de autógrafos e tive a oportunidade de conversar com meus leitores individualmente, por isso estou feliz que estejamos lançando o livro dessa forma. Será maravilhoso, para mim, ter a oportunidade de conversar com as pessoas que já leram alguns capítulos enquanto estavam na fila!

Boa sorte se você está tentando um bilhete, e se você conseguir, eu vou vê-lo em breve logo depois da meia-noite de 21 de julho!

Data de Publicação de Harry Potter e as Relí­quias da Morte
01/02/2007

Harry Potter e as Relíquias da Morte será lançado no sábado, dia 21 de julho de 2007, à 00:01 no Reino Unido, e 00:01 nos Estados Unidos. Ele também será lançado à 00:01 no sábado de 21 de julho em outros países cujo idioma é o ingles ao redor do mundo.

Semana dos Livros Banidos
29/09/2006

Mais uma vez, os livros de Harry Potter aparecem na lista deste ano dos livros mais proibidos. Como isto me coloca junto a Harper Lee, Mark Twain, J. D. Salinger, William Golding, John Steinbeck e outros escritores que respeito, eu sempre considero a minha inclusão anual à lista como uma grande honra. “Cada livro queimado ilumina o mundo”. – Ralph Waldo Emerson

eBay – o Comum!
29/09/2006

Sim, já discutimos isso antes, mas dando uma olhada no eBay (vamos, eu preciso descansar às vezes), eu vejo que os falsificadores não estão nem um pouco melhorando minha assinatura. Francamente, alguns deles nem se esforçam. Então, por favor, tenham em mente que estes certificados de autenticidade não valem o papel no qual estão escritos.

Atualização Livro 7
13/09/2006

Agora que eu voltei de Nova Iorque, as únicas grandes notícias são que eu estou continuando o trabalho duro no livro. Já fiz bastante coisa, e realmente estou gostando disso, entretanto de vez em quando eu observo e percebo que é O ÚLTIMO. Você poderia pensar que eu já teria acostumado com a idéia durante os dezesseis anos que tenho planejado sete livros, mas ainda continua me incomodando… Sem mais Harry depois deste… e então eu me enterro novamente na escrita do livro sete e penso que eu ainda tenho muito o que escrever.

As restrições de segurança feitas nas linhas aéreas em agosto fizeram a viagem de volta de Nova Iorque interessante, já que eu recusei me separar do manuscrito do livro sete (uma parte grande dele está em manuscrito, e não havia nenhuma cópia de qualquer coisa que eu tinha escrito enquanto estava nos EUA). Eles me deixaram carregar, gratamente, em uma sacola plástica. Eu não sei o que eu teria feito se eles não tivessem deixado; voltaria para casa velejando, provavelmente.

Estou tentando atualmente decidir entre dois possí­veis tí­tulos. Fiquei bem contente com um deles até que o outro me veio em mente enquanto eu estava tomando um banho em Nova Iorque. Ambos seriam apropriados, assim eu acredito que terei de esperar até que escreva mais o livro antes de decidir qual fica melhor.

JKR lerá em Nova Iorque com John Irving e Stephen King
10/05/2006

Nas noites dos dias 1° e 2 de agosto de 2006, eu vou estar lendo no Radio City Hall, em Nova Iorque, ao lado de John Irving e Stephen King, em “Uma Noite com Harry, Carrie e Garp”.

Todo o rendimento do evento se reverterão para a Fundação Haven (uma organização que ajuda artistas cujos acidentes ou doenças os deixaram sem seguro e incapazes para o trabalho) e o Médecins Sans Frontières/Médicos Sem Froteiras (uma organização médica internacional humanitária independente que fornece ajuda de emergência para as pessoas afetadas por conflitos armados, epidemias, desastres naturais ou provocados pelo homem, ou a falta de cuidados de saúde em mais de 70 países).

Ingressos variando entre $12.50 e $100 estarão disponíveis através do Ticketmaster a partir de 12 de maio de 2006, às 10h da manhã (que é 15h no Reino Unido).

Os números de telefone:

212-307-7171 (Cidade de Nova Iorque)
212-307-1000 (MSG/RCMH hotline)
201-507-8900 (Nova Jersey)
845-454-3388 (Westchester)
631-888-9000 (Long Island)
203-368-1000 (Connecticut)
(Limite de 8 bilhetes por compra)

Pares de assento “prime orchestra” também estarão disponíveis através de um leilão online no Ticketmaster. Um número limitado de “Pacotes de Família”, que vão incluir 4 assentos “premium orchestra” e um conjunto de três livros autografados – um de cada autor – também estarão à venda na época por US$ 1.000. Quem comprar um bilhete terá a oportunidade de enviar uma pergunta aos autores por e-mail.

Esta é a primeira leitura que eu faço na América desde 2000, por isso estou muito ansiosa e espero ver alguns visitantes habituais do jkrowling.com por lá!

Lançamento do Children’s High Level Group
25/01/2006

Nos dias 25 e 26 deste mês eu estarei em Bucareste, capital da Romênia, para ajudar no lançamento do Children’s High Level Group. Esta será uma breve viagem na qual irei também ajudar a arrecadar fundos para o Grupo num jantar de caridade.

Em 2003 eu li um artigo no Sunday Times britânico sobre o uso de camas com grades em instituições psiquiátricas na República Tcheca. O artigo alegava que crianças de dois anos de idade eram mantidas nestas camas, sem contato fí­sico ou conforto, durante a maior parte do dia e da noite. A foto que acompanhava o artigo – de um garotinho olhando através de uma rede de fios para a câmera – ainda está clara em minha mente; de fato, foi tão perturbador que quando meus olhos caí­ram sobre ela, meu instinto imediato foi virar a página rapidamente para não ver aquilo.

No entanto, envergonhada do meu impulso covarde, eu peguei o jornal e li o artigo do começo ao fim, jurando que se o texto estivesse compatí­vel com a figura, eu tentaria fazer alguma coisa sobre o problema.

Não é preciso dizer, a história detalhando o aperto de crianças mentalmente desfavorecidas presas em jaulas deixou a leitura terrí­vel. Então comecei a escrever cartas, primeiramente para todos os Membros do Parlamento Europeu da Escócia e depois para o Embaixador, Primeiro-Ministro e Presidente da República Tcheca.

Esta agitação com as cartas me fez conhecer a Baronesa Emma Nicholson, que vem trabalhando com problemas semelhantes na Romênia, resultando em melhoras importantes no bem-estar e proteção infantil naquele paí­s. Ela me pediu para entrar no Children’s High Level Group, que irá trabalhar numa escala bem maior para garantir os direitos infantis definidos na Convenção das Nações Unidas e outros órgãos internacionais.

Os problemas sociais que levam ao alojamento de crianças em instituições são complexos e não serão resolvidos rapidamente; mas esta é uma boa razão para começar o mais rápido possí­vel. Atualmente há um grande acordo entre os especialistas da saúde infantil que são causados danos irreparáveis às crianças vivem nestas instituições sem os pais. O Children’s High Level Group irá dividir o conhecimento e a experiência acumulados nos últimos anos na área de proteção dos direitos infantis e irá trabalhar com outros órgãos internacionais para realizar mudanças significativas para o maior número de crianças possí­vel.

PS: Mas nada disso quer dizer que eu tenha parado de escrever o livro sete… caso estejam pensando nisso!

A última do e-Bay
12/09/2005

O e-Bay respondeu ao meu tópico para a imprensa. Por um lado, eles disseram que confiam nos consumidores para policiar o site deles. Por outro, um porta-voz chamado Hani Durzi diz que é responsabilidade do proprietário dos direitos autorais informar qualquer produto que viole seus direitos. O e-Bay deve aprender que a maioria dos fãs de Harry Potter são crianças cuja habilidade para verificar a autenticidade de assinaturas não é totalmente confiável. Por enquanto, Hani Durzi parece não saber que eu já alertei ao e-Bay várias vezes, através do meu representante legal, que muitas assinaturas colocadas à venda no site deles são falsas, mas ainda estou para ver qualquer redução no número de falsificações.

O mesmo é válido para os outros produtos piratas de Harry Potter vendidos no e-Bay, como e-books que já avisamos que 100% deles são falsos.

O que eu estou pedindo é prevenção e não a cura (que tem aqui um efeito limitado em qualquer caso). Afinal de contas, as livrarias famosas e casas de leilão devem ter certeza de que as assinaturas são verdadeiras ANTES de colocá-las à venda. Na situação atual tem-se o e-Bay lucrando através de golpes emplacáveis em seus usuários, fãs de Harry Potter, enquanto, na verdade, dizem a eles que os fãs não têm que culpar ninguém além deles mesmos – ou de mim.

Harry Potter fica digital
07/09/2005

Hoje acontece um novo lançamento de Harry Potter: arquivos digitais de áudio estão agora disponí­veis através do Apple iTunes nos EUA, Europa e Japão (no idioma inglês!).

Muitos fãs de Harry Potter têm esperado por um acesso digital há algum tempo, mas o fator decisivo que me fez autorizar esta nova versão é que ela irá ajudar a combater os crescentes incidentes de pirataria na área. Há inúmeros incidentes onde os fãs adquirem arquivos não-autorizados acreditando que são genuí­nos e, fora o fato de serem ilegais, o conteúdo deles pode ser pouco semelhante a qualquer coisa que já escrevi!

Usuários do e-Bay mais uma vez
07/09/2005

Uma recente busca detalhada nos estoques do e-Bay sobre os produtos ‘autografados’ de Harry Potter foi bem preocupante para a pessoa que suspostamente assinou esses livros, pôsteres e até uma biografia não-autorizada que eu nunca assinaria. Até onde posso dizer no dia que acessei, somente uma assinatura parecia legí­tima. Parece haver muita gente tentando enganar os fãs de Harry Potter. O mesmo é válido para o grande número de e-books não autorizados e arquivos de áudio digital que usuários do e-Bay põem à venda para os fãs de Harry Potter.

Parece ser impossí­vel controlar o e-Bay ou tomar medidas preventivas para evitar que os usuários ofereçam produtos falsos de Harry Potter aos fãs inocentes que desejam adquirir tais materiais; eles também recusam aceitar qualquer responsabilidade por permitir que material falsificado de Harry Potter seja colocado à venda no site deles (enquanto, é claro, o lucro é obtido pela venda de tais produtos).

Então cabe a mim avisá-los: ‘certificados de autenticidade’ não garantem que eu tenha estado no mesmo continente do livro em questão, nem que eu o tenha assinado. Até onde posso dizer após ver as cópias ‘assinadas’ no e-Bay, para cada assinatura legítima, há de seis a dez falsas. Logo, estou avisando aos fãs que procuram edições raras ou autografadas e também arquivos de áudio digital que é muito mais seguro e confiável comprar de fornecedores autorizados do que no e-Bay ou qualquer outro serviço de leilão parecido.

Eu ficaria satisfeita se a comunidade online de Harry Potter pressionasse o e-Bay diretamente, pedindo proteção contra este tipo de exploração; vocês podem ter sucesso onde, até então, eu falhei.

Semana do lançamento
21/07/2005

O Enigma do Príncipe deixou sua casa e enfim partiu ao mundo para encontrar seu destino e, tendo lançado-o na sociedade, eu agora estou de volta em casa com algumas novas últimas memórias para adicionar às tantas que já tenho.

A prioridade para a data do lançamento era ouvir as perguntas dos leitores, porque quanto mais popular os livros Harry Potter ficaram, mais difí­cil ficou para mim comunicar-me diretamente com os meus leitores do jeito que sempre gostei de fazer. A Bloomsbury assim sugeriu uma conferência de imprensa com apenas jovens leitores que teriam conquistado a chance de estar lá. Eu amei a idéia: não há nada tão satisfatório quanto se sentar em uma sala com leitores cujas caras você pode ver, respondendo perguntas diretas sobre seu método de escrever, personagens e enredo.

A leitura à meia noite de sexta e a sessão de perguntas e respostas, no domingo, aconteceram no castelo de Edimburgo. Ninguém havia me avisado que a capa do Enigma do Príncipe seria projetada na frente do castelo quando cheguei, às onze e meia, na sexta. Eu também não havia esperado tantas pessoas presentes lá quando saí do carro. Eu realmente devo prestar mais atenção nas futuras reuniões, mas eu certamente não estou reclamando, foi maravilhoso!

Ler ao vivo na televisão não é para os de coração fraco. Contudo, exceto pelo momento logo antes de eu entrar no Salão Principal (sim, ele é chamado assim!), em que pensei que fosse vomitar, tudo pareceu ir bem. A melhor parte, entretanto, foi quando as câmeras desligaram e eu pude falar normalmente com os aspirantes a repórteres antes de dar a eles livros autografados.

No sábado, tive entrevistas individuais com Owen Jones, 14, do Reino Unido, que ganhou um concurso de televisão para me entrevistar, e Emma Coad, 11, que ganhou uma competição parecida na Austrália. Ambos fizeram um trabalho fantástico, e eu mal posso esperar o dia em que poderei dizer que fui a primeira pessoa a ser entrevistada na carreira deles. Um pouco depois, na tarde de sábado, fui interrogada por duas proeminentes figuras do mundo potteriano online, Melissa do The Leaky Caudron e Emerson do Mugglenet (e para saber como foi a entrevista, leiam a seção Extra).

No domingo, voltei ao castelo para mais uma hora de perguntas e respostas com a presença completa dos aspirantes a repórteres. Todos estavam lá por mérito; todos conquistaram o seu lugar, ou foram indicados para o trabalho por causa de seus talentos ou conhecimentos profundos sobre Harry Potter. Todos fizeram um magní­fico trabalho para os jornais, revistas, programas de televisão e sites que os mandaram e, não pela primeira vez, eu me senti surpresa com os meus leitores.

Enquanto o lançamento se aproxima…
26/05/2005

Bem, vamos lá novamente! A fofoca, as histórias falsas, a especulação sempre maluca…

Por favor, lembrem-se que declarações sobre ‘vazamentos’ e mortes no Enigma do Príncipe são bem fáceis de se fazer. Qualquer comentário que eu fizer sobre tais rumores seria um spoiler, por isso eu vou repetir: mantenham aqueles potes de sal por perto. Falando nisso…

Fui informada que eu supostamente postei na seção de comentários dos sites de fãs recentemente. Eu nunca posto nos sites de fãs e é importante que todos saibam, porque a última coisa que eu quero é que algum de vocês seja enganado ou manipulado por alguém se passando por mim. JKRowling.com é o único lugar onde eu posto. Para que não pensem que estou protestando demais, por favor pensem vocês mesmos se algum dia eu iria revelar meu endereço de email num site de fã. Adoro vocês, mas eu não quero acordar amanhã e ter que baixar 21.956.038 novos emails, todos perguntando a identidade do Prí­ncipe.

Conferência de imprensa no fim de semana do lançamento de Harry Potter
13/05/2005

Durante a semana que precede a publicação no sábado, dia 16 de julho, eu estarei fazendo parte de um maravilhoso (para mim, pelo menos) evento de lançamento para Harry Potter e o Enigma do Príncipe no Castelo de Edimburgo, na Escócia.

Setenta aspirantes a repórteres estarão atendendo à conferência em nome dos jornais de lí­ngua inglesa pelo mundo. No primeiro segundo do dia 16 de julho, eu estarei realizando a primeira leitura do livro no Castelo de Edimburgo para os aspirantes a repórteres, que também receberão o livro autografado. Os repórteres terão então o fim de semana para ler o livro em uma sala de leitura especialmente criada para isso no Castelo, antes de comparecer à conferência no domingo, dia 17 de julho, para me interrogar a respeito.

Jornais da Grã-Bretanha, Irlanda, África do Sul, Austrália, Nova Zelândia e Canadá estarão realizando competições a partir do dia 14 de maio para selecionar seus repórteres. Livrarias do Reino Unido e Irlanda também estarão concorrendo.

A internet não será negligenciada, os cérebros por trás dos mais populares sites de Harry Potter, Melissa do TLC e Emerson do Mugglenet, estarão vindo a Edimburgo para me entrevistar para seus respectivos visitantes. O resultado desse bate-papo em trio será postado em cada um dos nossos sites.

Para maiores informações sobre como se tornar um repórter no Castelo de Edimburgo no dia 16 de julho, confira os jornais dessa semana ou acesse: www.bloomsbury.com/harrypotter. Você nunca sabe, eu posso conhecê-lo também! Boa sorte!

O engano com o e-book de Harry Potter
31/01/2005

Como muitos de vocês irão saber pelos sites respeitáveis de Harry Potter que reportaram esta história, um site chamado www.harrybooks.info (agora fechado) estava oferecendo o que alegaram ser um e-book do sexto livro – meus agradecimentos ao The Leaky Cauldron, em particular, por avisar rapidamente aos fãs o que estava acontecendo.

Vocês NUNCA devem confiar em nenhum e-book de Harry Potter oferecido para download na internet ou em redes de troca de arquivos – P2P. Enfatizando que estes livros são ilegais (não existe nenhum e-book autorizado até agora), eles podem infectar seus computadores com vírus, deixá-lo vulnerável aos perigos dos hackers e/ou fraude de cartão de crédito e também pode ter conteúdo que não tem nenhuma relação com Harry Potter.

Eu apostaria o manuscrito de Enigma do Príncipe que esta não será a última tentativa de enganar os fãs antes do lançamento do livro. Por favor, protejam a vocês mesmos, seus computadores, seus cartões de crédito, e não caiam nessas mentiras. As únicas cópias originais continuam sendo os livros tradicionais ou CDs/fitas de áudio autorizados e distribuí­dos pelas minhas editoras. Da mesma forma, as únicas fontes que devem confiar são este website ou porta-vozes oficiais tais como representantes dos meus editores ou agentes (detalhes na seção ‘Links’). VIGILÂNCIA CONSTANTE.

JKR dá a luz à uma garota
25/01/2005

Neil e eu estamos totalmente felizes em dizer que nossa nova filha chegou no domingo de manhã. Seu nome é Mackenzie Murray (nomes do meio são Jean Rowling) e ela é ridiculamente linda, embora eu possa estar influenciada.

Muito obrigado a todos os sites pelos seus cumprimentos gentis, eles significam mais do que vocês sabem. Eu estava planejando fazer algumas atualizações no site quando os eventos me pegaram no domingo, então quando eu tiver feito a próxima alimentação, ou talvez tenha dormido um pouco, eu faço mais algumas atualizações. Por enquanto, espero que estejam tendo uma ótima semana como eu estou!

Harry Potter e o Enigma do Príncipe será lançado no dia 16 de julho de 2005
22/12/2004

Então agora vocês sabem! Harry Potter e o Enigma do Príncipe estará disponí­vel a partir de 16 de julho de 2005. (e eu espero que você considere isso como um presente de aniversário decente, Delleve-que-publica-no-The-Leaky-Cauldron… não que eu estivesse vendo os fansites na segunda-feira à noite ou coisa parecida…)

Eu tenho um grande sentimento de liberdade em poder falar abertamente sobre o fato do livro estar concluí­do; tem sido um segredo pesado de carregar, como vocês devem imaginar. Mas finalmente dividi-lo com vocês foi maravilhoso: muito mais divertido do que embrulhar presentes e arrumar a casa antes que a família chegue, que é o que eu deveria estar fazendo no momento.

P.S.: Quem estivesse interessado no “significado oculto” das charadas e perguntas que vocês tinham que responder antes de ler a mensagem por trás da porta, você deveria ir direto à seção “Rumores”.

Nenhuma Notícia é uma Boa Notícia
10/12/2004

Eu não sei quanto a vocês, mas fiquei cansada de ver aquela velha manchete do Festival de Edimburgo no meu desktop e pensei em mudá-la, embora a história esteja fresca. Então: eu não tenho nada que mereça atenção para informar, porque tenho passado quase todo o tempo em frente ao meu computador escrevendo, reescrevendo e parando ocasionalmente frustrada para bater minha cabeça na mesa ou esfregar as mãos numa alegria enorme (acho que a segunda já aconteceu uma vez). Enquanto isso, a distância entre mim e o teclado aumenta a cada dia, conforme meu terceiro filho e a próxima aventura do Harry competem para chegar ao mundo. Logo precisarei de dedos estendidos para digitar.

JK Rowling no Festival do Livro em Edimburgo
15/08/2004

Lindsey Fraser: Bem, nós devemos ser as 500 pessoas mais felizes de Edimburgo hoje. Meu nome é Lindsey Fraser e eu estou contente por cumprimentar vocês, em nome do Festival Internacional do Livro de Edimburgo, por acordarem tão cedo nesta manhã de domingo. Bem vindos a este evento especial. É claro que J. K. Rowling não precisa de uma introdução, então meu trabalho vai ser muito fácil hoje. Graças aos livros de Harry Potter, a vida dela mudou dramaticamente – eu tenho certeza que vocês sabem como a história aconteceu. Graças aos livros da série Harry Potter, a nossa vida também mudou. Nós somos parte de um grupo internacional de leitores, o que reflete no fato de que algumas pessoas que estão aqui hoje viajaram de muito longe. É como um gigantesco clube de leitura que está imerso no mundo que ela criou. Ela não fala freqüentemente com os seus leitores nos dias de hoje, sem dúvida. Ela está muito ocupada escrevendo o gigantesco livro, então não sai muito, mas ela abriu uma exceção hoje, primeiramente para ler um trecho de seu último livro e então responder as suas perguntas. Eu sei que vocês querem mostrar como estão encantados hoje. Senhoras e senhores, J.K. Rowling.

J.K.Rowling: Bom dia. Eu vou fazer uma leitura bem curta para vocês de Harry Potter e a Ordem da Fênix, e então vou ouvir algumas perguntas. Tem alguém aqui que não tenha terminado ainda de ler o quinto livro? Eu sei que tem alguém no fundo, porque eu a conheço e ela me disse. Eles parecem ser a maioria adulta: Isso seria certo? Se há pessoas mais jovens que ainda não acabaram de ler o livro, nós precisamos ter cuidado para não entregar o grande final, vocês sabem o que quero dizer. Se vocês têm perguntas sobre o grande final, talvez pudessem guardá-las para quando pegarem seus livros autografados mais tarde. Eu tento não acabar com a apreciação das pessoas pelo livro se elas ainda estão lendo, então eu escolhi um trecho do começo do livro, antes de Harry voltar a Hogwarts. Ele e Rony recebem uma pequena surpresa – para Harry é como uma surpresa desagradável, tenho de dizer.

J. K. Rowling lê um fragmento de Harry Potter e a Ordem da Fênix.

Perguntas da Platéia

De todos os seus livros, qual é o seu favorito?
Varia. Eu teria de dizer que provavelmente é Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, embora no momento – é injusto dizer – Harry Potter e o Enigma do Príncipe seja o meu livro favorito. Desculpe. Eu sou a única que o leu e eu o acho muito bom. Eu sou normalmente assim quando escrevo um livro. Geralmente, quando estou um pouco além da metade do caminho, eu normalmente o amo, mas no momento em que eu o acabo eu o odeio completamente e acho que não passa de um lixo. No momento, eu realmente gosto de como o sexto livro está indo. Muita coisa acontece no sexto livro e muitas perguntas são respondidas. Eu realmente sinto que estamos quase lá e que está na hora de respostas, nada mais de perguntas ou pistas, apesar de obviamente haver algumas pistas, já que eu ainda não terminei. Espero que isso seja suficientemente frustrante para vocês, sabendo que ainda não podem lê-lo.

Que livros você leu quando era criança e que livros você lê hoje em dia?
Quando eu era criança, eu lia absolutamente tudo. Meu livro favorito para crianças seria “I capture the Castle” de Dodie Smith, que eu realmente adoro, “O Cavalinho Branco“, todos os livros clássicos de crianças… Eu amo E Nesbit – acho ela ótima e me identifico com o jeito que ela escreve. As crianças dela são muito reais e ela foi uma inovadora na época. Eu também leio muitos livros de adultos. O último romance que li foi “A Pedra da Lua” de Wilkie Collins, que eu tinha a intenção de ler há anos. É uma ótima leitura. Eu estava de férias e, pela primeira vez em cinco anos, não levei nenhum Iris Murdoch comigo, porque é tão deprimente. Eu estava prestes a colocar um em minha estante e eu pensei “Porque fazer isso? Porque colocar você nessa posição?”, então não me incomodei. Li Wilkie Collins no seu lugar e foi uma experiência muito melhor.

Todos os retratos em Hogwarts são de pessoas mortas. Eles parecem estar vivos através de seus retratos. Como isso é possí­vel? Se tivesse um quadro dos pais do Harry, ele seria capaz de conseguir conselhos do quadro?
Está é uma pergunta muito boa. Eles são todos de pessoas mortas; eles não são tão concretos como os fantasmas, como você pode ter percebido. O lugar em que você vê os quadros realmente falarem é no escritório de Dumbledore, primeiramente; a idéia é que os diretores e diretoras anteriores deixaram nos retratos um pouco de sua personalidade. Eles deixam a aura, quase, no escritório, e podem dar conselhos ao ocupante atual, mas não é como ser um fantasma. Eles repetem ditados populares na maioria das vezes. O quadro da mãe de Sirius não é bem uma personalidade 3D; ela não é bem esclarecida. Ela repete ditados que ela sabia quando estava viva. Se Harry tivesse um quadro dos pais dele, não o ajudaria em muita coisa. Se ele os conhecesse como fantasmas, isso teria uma interação muito mais significante, mas como Nick explicou em Ordem da Fênix – estou entrando em um território perigoso, mas eu acho que vocês sabem o que ele explicou -, algumas pessoas não voltariam como fantasmas porque elas não têm medo, ou têm menos medo, da morte.

Quem é o seu personagem favorito no livro?
Eu tenho vários favoritos. Eu realmente gosto de Harry, Rony, Hermione, Hagrid e Dumbledore. Eu amo escrever o Snape – mesmo ele não sendo a pessoa mais gentil do mundo, ele é muito engraçado de se escrever. Amo escrever o Duda. Se pudesse conhecer alguém, eu escolheria o Lupin. Eu realmente gosto dele. Meu novo personagem favorito é a Luna – eu sou fã dela.

A tia Petúnia é um aborto?
Boa pergunta. Não, ela não é, mas – [risadas]. Não, ela não é um aborto. Ela é uma trouxa, mas – [risadas]. Você vai ter que ler os outros livros. Você deve ter tido a impressão que existe um pouco mais da tia Petúnia do que nós vemos, e você irá descobrir o que é isso. Ela não é um aborto, entretanto esse é um bom chute. Ah, eu estou estragando muito aqui. Estou sendo muito indiscreta.

De onde você tira idéias para os nomes dos personagens, tipo Aluado (Moony), Pontas (Prongs), Almofadinhas (Padfoot), e Rabicho (Wormtail)?
Estes nomes vieram das criaturas que eles se transformam. Eu me diverti muito com esses. Wormtail (Rabicho) foi o mais difícil. Minha irmã odeia ratos e o problema dela com eles são os rabos, então foi isso que me deu a idéia. Vocês sabem como eu pego alguns nomes porque eu roubo o nome de solteira de suas mães, não é? Você tem que ter cuidado se tornar muito amigo meu, porque você tende a aparecer em um dos meus livros, e se você me ofender, você virará um personagem nojento. Descobri o nome McClaggan outro dia, que eu acho que é um ótimo nome. Há um McClaggan no livro seis porque eu achei que este sobrenome é muito bom para ser desperdiçado.

Nas suas histórias, Harry vai crescer como bruxo?
Bem, eu não acho que estrago muito ao dizer que ele irá sobreviver para o livro sete, basicamente porque eu não quero ser estrangulada por vocês, mas eu não vou dizer nada mais sobre ele ficar mais velho do que isso porque eu nunca disse nada sobre o assunto. Vocês são bons em me colocar em enrascadas!

Algum personagem seu é baseado em pessoas reais?
O único personagem que é deliberadamente baseado em uma pessoa real é Gilderoy Lockhart. [Risadas]. Talvez ele não seja quem vocês imaginem, mas eu tenho que dizer que a versão viva dele é pior [risadas]. Ele era chocante! As mentiras que ele contou sobre as aventuras que teve, as coisas que ele dizia ter feito e os atos impressionantes que ele tinha executado… Ele era um homem chocante. Eu posso dizer isso livremente porque nunca em um milhão de anos ele vai saber que ele é Gilderoy Lockhart. Eu sempre me preocupo pensando que ele vai descobrir um dia. Ele é uma dessas pessoas do passado da qual você nunca se recupera. Um dia vou estar dando autógrafos e ele simplesmente vai aparecer ‘Olá, Jo’ [Risadas]. Outras pessoas contribuí­ram com as caracterí­sticas estranhas, como um nariz, para um personagem, mas o único personagem que eu me sentei e pensei que eu me basearia em alguém que existe é Gilderoy Lockhart. Isso aconteceu por ter que aturá-lo por dois anos inteiros.

Você já escreveu algo que não fosse Harry Potter?
Não. Eu escrevi outras coisas que não foram publicadas, e eu asseguro que não é uma grande perda para o mundo. Eu escrevi todos os tipos de coisas, mas nada foi publicado. Alguma parte disso talvez seja publicada um dia – eu não sei. Existem algumas coisas não terminadas que eu gostaria de terminar, mas não sei se queria que fossem publicadas.

De todos os personagens descritos nos livros, qual tem a personalidade parecida com a sua?
Existe uma teoria que cada personagem é uma extensão do caráter do autor, o que me torna uma das pessoas com mais distúrbios, eu acho [risos]. Eu não sei quantos personagens eu tenho, mas deve estar se aproximando dos 200, então eu estou em apuros. Hermione é um pouco parecida comigo quando eu era mais jovem. Eu não previ que Hermione se pareceria comigo, mas ela se parece. Ela é um exagero do que eu era quando era jovem. Harry é um pouco como eu, também. Se você juntar Harry, Rony e Hermione… Eu os acho fáceis de escrever, e acho que isso é porque eles são pedaços diferentes da minha personalidade. Quando você chega em alguém como Dolores Umbridge, de jeito nenhum – eu não sou nem um pouco como ela. Ela é uma mulher horrível.

Que forma o Patrono de Dumbledore tem?
Boa pergunta. Alguém pode adivinhar? Vocês têm uma dica. Existem alguns boatos sobre isso. É uma fênix, que é bem representativo para Dumbledore, por uma razão que vocês podem adivinhar.

Como irá chamar o sétimo livro?
Eu acho que você foi colocado aqui para perguntar isso [risos]. Fui perguntada sobre Harry Potter e a Ordem da Fênix ao vivo em uma rede de TV dos Estados Unidos por um garoto tão bonito e tão fofo quanto você. E eu falei o nome. Eu não tinha dito a todos os jornalistas, daí­ um garotinho como você levanta a mão e pergunta “qual é o tí­tulo do seu próximo livro?” e eu respondo “Harry Potter e a Ordem da Fênix“! Mas eu não posso dizer para você, me desculpe. Você não tem idéia do problema em que eu estaria se falasse. Meu agente mandaria me caçar e me matar, então eu não posso dizer.

Por que o barman do Cabeça de Javali é vagamente familiar para o Harry? Ele é o irmão de Dumbledore?
Ohh – vocês estão ficando bons. Por que você acha que ele é Aberforth? [membros da platéia: Várias dicas. Ele tem cheiro de cabras e parece um pouco com Dumbledore]. Eu estou um pouco orgulhosa dessa dica, tenho que dizer [risos]. Bem sim, obviamente. Eu gosto da dica da cabra – eu ri­ de mim mesma sobre essa dica.

Você está feliz com os filmes que foram feitos?
Estou feliz com os filmes. Dos 3, Azkaban é o meu favorito. Eu achei que ele foi realmente bom por várias razões. Eu acho que Alfonso Cuarón, o diretor, fez um trabalho maravilhoso, e Dan, Emma e Rupert, que fazem o papel de Harry, Hermione e Rony, estavam realmente ótimos no filme – eu disse isso a eles.

Como você cria os nomes estranhos das poções?
Às vezes inventar não é o bastante. Eu estava escrevendo o capí­tulo mais recente de Enigma do Príncipe e precisava criar um outro nome para uma outra poção. Eu me sentei por dez minutos em frente ao teclado e de repente eu digitei “X”. Eu pensei, “Vou voltar e preencher isso depois”. Às vezes você realmente quer continuar com a história. Algumas vezes nomes vem a você, o que é ótimo, mas em outras é difí­cil e você tem que lutar com seu cérebro um pouco. Às vezes os nomes vem quando você está tomando banho, no banheiro ou algo assim. Meu marido está acostumado comigo dizendo “Espere!” e saio correndo, subo as escadas e escrevo algo.

O que você costuma fazer em seu tempo livre?
Eu não tenho nenhum tempo livre! [risadas]. Quando não estou escrevendo ou tomando conta das crianças, eu leio e durmo. Para ser totalmente honesta com vocês, no momento dormir é minha coisa preferida no mundo para se fazer. Eu sei que é um pouco depressivo responder isso. Eu gostaria de dizer que estava festejando com Mick Jagger – bem, eu não gostaria de estar festejando com Mick Jagger, isso é uma mentira, mas seria com certeza uma resposta mais interessante para dar para vocês aqui no festival.

Quem foi o primeiro personagem que você inventou?
Harry. Ele é realmente a história inteira. Toda a trama contém Harry Potter, os pais dele, o passado, o presente e o futuro – esta é a história. Harry veio a mim primeiro e então tudo surgiu a partir. Eu dei a ele os pais, depois o passado, então Hogwarts, e o mundo bruxo ficou grande e grande. Ele foi o ponto de partida.

Hermione tem algum irmão ou irmã?
Não, ela não tem. Quando eu inventei Hermione, eu dei a ela uma irmã mais nova, mas ela foi muito difícil de trabalhar. A irmã mais nova não deveria ir para Hogwarts. Ela deveria pertencer ao mundo trouxa. Foi uma linha que não deu certo e que não teve importância na história. Eu deliberadamente mantive a famí­lia da Hermione em segundo plano. Você vê muito da famí­lia de Rony, então pensei em deixar a famí­lia de Hermione bem normal para contrastar. Eles são dentistas, como vocês sabem. Eles estão um pouco confusos com a filha estranha deles, mas bem orgulhosos ao mesmo tempo.

Harry tem uma madrinha? Se tiver, ela irá aparecer em livros futuros?
Não, ele não tem. Eu pensei nisso, se Sirius fosse casado… Sirius era muito ocupado sendo um grande rebelde para se casar. Quando Harry nasceu, estava acontecendo o ápice da volta de Voldemort, então seu batizado foi muito rápido, com apenas Sirius, apenas o melhor amigo. Naquele momento parecia que os Potter tinham que se esconder, obviamente eles não poderiam fazer um grande batizado e convidar várias pessoas. Sirius é o único, infelizmente. Eu tenho que tomar cuidado com o que eu digo aqui, não tenho?

Se por um dia você pudesse ser um dos personagens, qual seria?
Definitivamente não seria Harry, porque eu não gostaria de passar por tudo aquilo. Eu sei o que o espera, sendo assim não tem razão de querer ser ele por um dia. No momento, eu não gostaria de ser nenhum deles, pois a vida está ficando um pouco árdua pra eles. Seria cômico ser alguém como o Pirraça, causando desordem e não se importando.

Rony e Hermione ficarão juntos?
Bem – [Risos]. O que você acha? [membro da platéia: Acho que sim.] Eu não vou responder. Eu não posso dizer, posso? Acredito que, até agora, já dei bastante pistas sobre esse assunto. Isso é tudo o que tenho a dizer. Vocês terão que ler nas entrelinhas agora.

Você sempre quis ser uma autora?
Sim. Eu sabia que queria ser uma escritora desde os meus seis anos, pois eu escrevi um livro nessa idade. Foi um trabalho muito genioso e intenso sobre um coelho chamado Coelho. Eu dei o livro para a minha mãe e ela disse “Que adorável”, e como mãe, acrescentou “Isso é muito, muito bom”. Daí­ pensei “bem, então publica ele”. É uma coisa estranha pra uma criança de seis anos pensar. Não sei de onde isso surgiu. Eu realmente queria fazer isso. Ninguém na minha famí­lia queria ser escritor. A minha irmã escreve cartas muito engraçadas, mas com apenas um parágrafo. Ela não prosseguia da maneira que eu faço.

Você pode me falar mais sobre a Rita Skeeter?
Eu amo a Rita. Sabe quando o Harry entra no Caldeirão Furado pela primeira vez, em Harry Potter e a Pedra Filosofal? Todos dizem “Você está de volta!” e ele percebe pela primeira vez que é famoso. Em um rascunho bem antigo, Rita, uma jornalista, estava lá e ela corre para falar com Harry. Por alguma razão o nome dela era Bridget – eu esqueci o porquê. De qualquer forma, ela o deteve por tanto tempo no Caldeirão Furado e eu realmente precisava fazer com que ele continuasse andando então eu pensei que não tinha como eu colocá-la ali. Eu estava escrevendo o primeiro livro e já planejando o restante, e o livro quatro supostamente seria o livro em que a fama de Harry começa a pesar quando ele é exposto ao extenso mundo bruxo, sendo assim pensei que seria o livro perfeito para a Rita entrar. Ela ainda se chamava Bridget nessa época. Eu não tinha idéia que até a época em que eu escrevi o livro, eu iria conhecer várias Ritas e pessoas que assumiriam que eu escrevi a Rita em resposta ao que aconteceu comigo, o que não é de fato a verdade. Entretanto, não vou negar que escrever sobre a Rita foi bem mais divertido após ter conhecido as pessoas que eu conheci. Eu realmente gosto da Rita. Ela é asquerosamente amoral, ela é horrí­vel, mas não posso deixar de admirar sua obstinação. Ela é muito determinada a fazer o seu trabalho e tem algo levemente atraente sobre isso. Tem mais por vir sobre a Rita. É realmente interessante escrever sobre ela e sobre a Hermione, pois as duas são tão diferentes. A cena na qual eu tinha Rita, Hermione e Luna juntas no pub foi realmente divertida de se escrever porque eram três mulheres diferentes com seus pontos de vista totalmente diferentes. Você tinha a jornalista cí­nica, tinha a Hermione, que é muito lógica, honesta e legal, e tinha a Luna, que é completamente fora de série, mas fantástica. Eu relmente adoro a Luna. Você tem essas três pessoas que não estão na mesma freqüência fazendo um trato. Foi divertido de escrever.

Você com certeza já teve que lidar com muitas pessoas tentando obter informações sobre os livros, mas qual foi a coisa mais estranha ou talvez a pergunta mais inteligente que alguém já lhe fez? Você alguma vez quase já se entregou?
Bem, você é uma pessoa inteligente. As pessoas perguntam coisas do tipo “Vai ter um oitavo livro e o Harry vai estar nele?”. Existem perguntas que eu simplesmente não posso responder. Os fãs são muito bons nisso e eu tenho que ficar atenta. Eu acho que você quer saber, mas ao mesmo tempo não quer. Todos vocês adorariam que eu contasse exatamente o que acontece nos livros seis e sete e então que eu alterasse a memória de vocês para que vocês pudessem ler os livros. Eu sei, porque é assim que eu me sinto sobre coisas que eu realmente gosto. Eu até que gostaria de fazer isso, mas ao mesmo tempo eu sei que estragaria a surpresa para todo mundo. Eu achei que fosse revelar algumas coisas para vocês até o fim do dia e estou começando a achar que eu não falei o bastante ainda. Tem duas perguntas que nunca me foram feitas, mas que eu deveria ter sido perguntada, se é que vocês me entendem. Se você quer especular sobre alguma coisa, você deveria especular nessas duas perguntas, que irão lhes guiar na direção certa. A primeira pergunta que nunca me fizeram – talvez já tenha sido feita em alguma sala de bate-papo, mas ninguém me perguntou diretamente – “Por que Voldemort não morreu?” e não “Por que Harry sobreviveu?”, mas sim “Por que Voldemort não morreu?”. O feitiço virou contra o feiticeiro, então ele deveria ter morrido. Por que ele não morreu? No final de Cálice de Fogo, ele disse que uma ou mais precauções foram tomadas, permitindo que ele sobrevivesse. Vocês deveriam estar se perguntando o que ele fez para ter a certeza de que não morreria – vou colocar desse jeito. Eu não acredito que seja algo que se possa adivinhar. Talvez seja – alguém pode até adivinhar -, mas você deveria estar se perguntando sobre isso, ainda mais agora que vocês já sabem sobre a profecia. Acho melhor eu parar por aqui antes que eu me incrimine. A outra pergunta que me deixa surpresa de ainda não ter me sido feita desde o lançamento de Ordem da Fênix – achei que as pessoas perguntariam isso – é por que Dumbledore não matou ou não tentou matar Voldemort no Ministério da Magia? Sei que estou falando muito e tem gente que nem leu o livro. Embora Dumbledore tenha dado uma razão para Voldemort, não é o motivo verdadeiro. Quando eu mencionei essa pergunta para o meu marido – eu disse ao Neil que eu iria mencionar isso para vocês – ele disse que era porque Voldemort sabia que ainda tinham mais dois livros a caminho. Bem, como vocês podem ver, eu e ele não estamos na mesma freqüência literária [risos]. Essa não é a resposta; Dumbledore sabe de algo levemente mais importante que isso. Se você quer se concentrar em alguma coisa, eu o aconselharia a se centrar nessas duas perguntas. Que poderão levá-los um pouco mais à frente.

Hagrid por acaso irá obter sucesso com os planos de educar o irmão?
De uma maneira limitada, sim. Grope é obviamente a coisa mais estúpida que Hagrid já trouxe para casa. Na sua vasta lista de coisas estúpidas que ele já trouxe, Grope é o único que poderia ter acabado com ele, mas ironicamente deve ser o momento em que algo monstruoso veio para o bem. No próximo livro, Grope estará um pouco mais domesticado. Acredito que você tenha notado isso no final do quinto livro, pois ele começa a falar e passa a ser um pouco mais ameno ao contato humano.

Como Dumbledore conseguiu aquela cicatriz no joelho que é como o mapa da estação do metrô de Londres?
Você descobrirá um dia. Sou muito apaixonada por aquela cicatriz.

De onde você tira o nome para os livros?
Algumas vezes foi fácil, o tí­tulo veio naturalmente da trama. Outras vezes foi praticamente uma batalha, Harry Potter e a Câmara Secreta teve vários tí­tulos diferentes. De fato, como muitos já devem saber, uma vez foi chamado Harry Potter e o Enigma do Príncipe, mas então retirei parte da história que não se encaixava na trama principal. Essa parte dava muita informação cedo demais, então eu retirei e se tornou uma grande parte, porém não a única da trama do sexto livro. Porém não foi deixado nenhum vestí­gio dessa trama em Câmara Secreta. As pessoas têm especulado que o livro seis é um desmembramento do segundo livro, mas não é.

Foi realmente muito triste quando Sirius…
Não, não, não podemos. Falaremos sobre isso depois. Acreditei que a gente já tivesse deixado isso para lá, mas em todo caso…

Foi recentemente confirmado que Blásio Zabini é de fato um personagem masculino. Nós saberemos mais sobre ele nos próximos livros?
Correto, vocês irão saber.

E também, a gente vai ver mais o Snape?
Vocês sempre verão muito o Snape, pois ele é um presente como personagem. Eu hesito em dizer que o amo [Membro da plaeteia: Eu amo.] Você o ama? Isso é muito preocupante. Você está pensando no Alan Rickman ou no Snape? [Risos] Como é a vida, não? Eu criei esse herói – Harry, obviamente -, e lá está ele na tela dos cinemas, o Harry perfeito, já que o Daniel se aproxima bastante do Harry que eu sempre imaginei, mas quem é que faz todas as garotas abaixo dos 15 anos se apaixonarem? Tom Felton como Draco Malfoy. Garotas, parem de se apaixonar pelo “garoto mau”. Corram atrás de um cara legal em primeiro lugar. Eu demorei 35 anos para aprender isso, mas estou dando esse conselho para vocês de graça, agora, ainda no iní­cio da vida amorosa de vocês.

No quinto livro Harry consegue ver os testrálios. Você consegue?
Sim, eu consigo. Essa é realmente uma ótima pergunta, pois poderei esclarecer um certo ponto: as cartas que recebi falando dos testrálios! Todo mundo tem me dito que Harry já havia visto pessoas morrerem antes de ver os testrálios. Apenas para esclarecer isso de uma vez por todas, isso não foi um erro. Eu já havia pensado nisso. Harry não viu os pais morrerem; ele tinha apenas um ano de idade. Apesar de vocês nunca terem lido essa cena, eu a escrevi e descartei. Ele não viu a morte dos pais, ele era muito jovem para entender isso. Quando você descobre sobre os testrálios, você apenas consegue enxergá-los se você já viu a morte e realmente a entende, quando você realmente sabe o que ela significa. Alguém disse que Harry viu Quirrell morrer, mas isso não é verdade. Ele estava inconsciente quando Quirrel morreu no primeiro livro. Ele não sabia até descobrir que o professor morreu quando Voldemort deixou o seu corpo. Então você tem Cedrico. Com Cedrico, é um pouco mais complicado. Harry tinha acabado de ver a morte de Cedrico quando esperava as carruagens que os levariam para a estação de Hogsmeade. Eu pensei sobre isso no final de Cálice, pois tinha conhecimento do que fazia as carruagens andarem. Em Câmara Secreta, quando as carruagens eram guiadas por coisas invisí­veis, eu sabia o que estava lá. Eu decidi que seria algo estranho para se colocar no final do livro. Qualquer um que tenha sofrido uma perda, sabe que existe o choque inicial, mas que demora um certo tempo até você perceber que nunca mais irá ver a pessoa novamente. Até isso acontecer, eu não acreditava que Harry pudesse ver os testrálios. Quando ele volta, ele passa a ver aquelas coisas estranhas. Isso ditou o tom para o quinto livro, que é bem mais sombrio.

Além do Harry, Snape é o meu personagem predileto, porque ele é tão complexo que eu simplesmente o amo. Ele consegue ver testrálios? Caso consiga, por quê? E mais, ele é um bruxo puro sangue?
Sobre a família do Snape. Ele foi um Comensal da Morte, sendo assim, claramente ele não vem de famí­lia trouxa, pois caso fosse não lhe seria permitido ser um Comensal, exceto por raras exceções. Bem, com isso você tem algumas explicações sobre os ancestrais dele. Ele pode ver testrálios, mas na minha imaginação, muitos dos personagens mais velhos de Hogwarts conseguem ver testrálios, porque, obviamente, a medida que você vive, você perde pessoas e entende o que é a morte. Mas você não pode esquecer que Snape foi um Comensal da Morte. Ele terá visto coisas que… Por que você o ama? Por que as pessoas amam o Snape? Eu não entendo isso. Mais uma vez, é a sí­ndrome do “garoto mau”, não é? Isso é muito desanimador. [Risos] Uma de minhas melhores amigas assistiu ao filme e disse “Você sabe quem é super atraente?”, eu disse “Quem?”, ela disse “Lúcio Malfoy!”

Tem mais coisas sobre o Duda do que a gente conhece?
Não. [risos] O que você vê, é o que ele é. Fico feliz em dizer que se trata de um personagem sem um passado muito importante. Ele é apenas o Duda. No próximo livro, Harry Potter e o Enigma do Príncipe, você vai ver muito pouco dos Dursley, será uma passagem rápida. Vocês o verão um pouco mais no último livro, mas não irão ver muito do Duda no livro seis – poucas linhas. Sinto muito caso exista algum fã do Duda aqui. Acredito que você terá que rever as suas prioridades se é sobre o Duda que você espera descobrir ansiosamente [risos].

O seu plano original de sete livros mudou durante os anos?
Mudou, porém apenas alguns detalhes. Em todos os aspectos importantes continua o mesmo. E o final será o mesmo que planejei em 1997. A história sofreu algumas mudanças e mudaram algumas coisas que talvez eu não esperasse, mas a linha de raciocí­nio continua a mesma. Cada livro foi feito indo a caminho da conclusão final.

Existem vários feitiços em latim nos livros. Você fala latim?
Sim. Em casa nós conversamos em latim. [Risos] Principalmente. E para desestressar, nós falamos um pouco de grego. Meu latim não é bom para dizer a verdade, mas isso realmente não importa, pois feitiços antigos são pronunciados em latim – uma engraçada mistura de línguas estranhas embaralhadas com feitiços, é assim que eu uso. Ocasionalmente você irá esbarrar em algo do meu latim que é, quase que acidentalmente gramaticalmente correto, mas isso é raro. Em minha defesa, o latim é deliberadamente uma lí­ngua esquisita. Latim perfeito não é um meio de comunicação mágico muito comum, não é mesmo?! Alguém aí­ sabe de onde vem o “Avada Kedavra”? É um feitiço antigo em aramaico, a forma original do “abracadabra”, que significa “deixe a coisa ser destruí­da”. Originalmente era utilizado para curar doenças e, “a coisa” era a doença, porém eu decidi fazer “a coisa” ser a pessoa parada na minha frente. Eu tomo muita liberdade com coisas como essa, eu modifico e as torno minhas.

Você vai ter um livro sobre os pais do Harry? Sobre como eles se tornaram amigos e como eles morreram?
Seria “Harry Potter: Episódio Um”. [Risos] Mas muitas pessoas já me perguntaram isso. É tudo culpa do George Lucas. Você não precisará de um livro antecessor, quando eu terminar você estará sabendo o suficiente. Acredito que isso seria um meio sem fundamento de querer explorar a trama. Tenho certeza de que o Sr. Lucas está fazendo isso apenas por razões artí­sticas, mas no meu caso acredito que quando você terminar de ler a série, você saberá tudo o que é necessário.

Voldemort, ou Tom Riddle, alguma vez na vida se importou ou amou alguém?
Bem, essa é uma ótima pergunta para terminar – muito boa. Não, nunca! [Risos] Se ele tivesse, ele não teria se tornado o que se tornou. Você irá descobrir muito mais sobre isso. É uma boa pergunta, pois nos leva concisamente para a trama do sexto livro, embora eu tenha que repetir pela milésima vez que Voldemort não é o Príncipe Mestiço, que é o que muita gente acredita. Ele definitivamente não é, defintivamente não.

Obrigada por suas excelentes perguntas! [Aplausos]

Lindsey Fraser: Foram perguntas absolutamente brilhantes e eu acredito que vocês irão concordar que foi um ótimo evento. Uma salva de palmas para J. K. Rowling.

JKR esperando terceiro filho
24/07/2004

Eu tenho o prazer de dizer que estou esperando um terceiro bebê, que nascerá no próximo ano. Eu sempre quis três filhos, então não poderia estar mais feliz.

Agora, eu sei que muitos fãs de Harry Potter terão como primeira reação querer saber o que isso significa para o lançamento do sexto livro? (não estou criticando vocês, tenho certeza que estão felizes por mim… mas eu sei que vocês realmente querem esse livro!) Então deixe-me garantir que o livro seis continua bem e a caminho, dedos cruzados é claro, eu não vejo nenhum problema relacionado ao bebê que possa causar algum atraso no livro. Eu ainda não posso dizer com certeza quando ele estará terminado, mas eu tenho escrito um monte e realmente gosto disso (um desafio ao destino, que; eu aposto que agora o próximo capítulo vai sair horrivelmente errado).

JKR aparece no Festival de Edimburgo
10/07/2004

Eu estarei lendo e respondendo perguntas no Festival do Livro de Edimburgo no dia 15 de agosto deste ano. Esta será minha quinta aparição no festival; tiveram leituras para cada um dos 4 livros anteriores, e desta vez minha aparição irá (quase) coincidir com o lançamento de Ordem da Fênix em capa mole no Reino Unido.

Eu estou ansiosa por este evento, porque será um público relativamente pequeno, o que significa que posso ver os rostos e responder perguntas dos meus fãs diretamente. É claro, eventos como a leitura no Toronto Skydome e o Albert Hall são incrí­veis, mas nada pode substituir o prazer de interagir com leitores entusiasmados, ao invés de apenas acenar para um mar de imagens coloridas.

Como o número de ingressos é limitado, eles estarão sendo entregues por votação, e não por ordem de chegada. Para conseguir ingressos, compre o jornal Herald no sábado, dia 11 de julho, para conseguir um cupom para o sorteio, ou visite o site da Bloomsbury, onde você pode se inscrever online a partir da segunda-feira, dia 12 de julho.

O Tí­tulo do Sexto Livro: A Verdade
29/06/2004

Bem, a porta finalmente se abriu e eu mostrei a vocês o título do sexto livro – o título verdadeiro, o título que irá ser publicado no livro, o título que eu venho usando na minha cabeça por séculos e séculos. Infelizmente, de qualquer forma, a porta abriu no mesmo dia em que ‘Pillar of Storgé’ falsamente foi divulgado, o que deixou vários fãs de Harry Potter pensando se eu estava fazendo uma piada às suas custas divulgando mais um título falso para ensinar uma ‘lição aos impostores’, algo que certamente eu não faria, porque isso simplesmente iria irritar, confundir e frustrar 99.9% de vocês que não são impostores! Eu tentei dar uma dica clara de que o título que está atrás da porta é o verdadeiro, fazendo a piada da ‘unha do dedo do pé’ (veja ‘Rumores’). Mas apenas para esclarecer as coisas de uma vez por todas…

A informação que vocês terão diretamente deste site será sempre a pura verdade (eu posso ocasionalmente fazer uma piada, mas com o tempo, vocês irão aprender quando eu estou de brincadeira). Não confie em ninguém que esteja clamando ter achado a informação no site que você não tem acesso, mesmo se tiverem uma imagem convincente para provar a história deles.

Eu nunca publicarei informação no site que eu não queira que os fãs leiam imediatamente. Em outras palavras, se alguém disser que ‘descobriu’ uma mensagem que não estava ainda sendo divulgada, é mentira. Nunca existiu nenhuma mensagem verdadeira atrás da porta até a placa de ‘não perturbe’ sair de lá!

‘The Pillar of Storgé’ nunca foi meu tí­tulo, e eu não o alterei de última hora porque eu fui ‘descoberta’ (eu praticamente caí da cadeira rindo quando li isso).

Eu estava lisonjeada por ver que uma parte dos fãs radicais e super-brilhantes sabiam que o tí­tulo verdadeiro foi uma vez, no passado distante, uma possibilidade para ‘Câmara Secreta’, e daí­ deduziram que era o tí­tulo verdadeiro. Certamente pedaços cruciais de informações do sexto livro foram originalmente planejados para Câmara Secreta, mas muito no começo (primeiro rascunho de Câmara) eu percebi que a casa dessas informações era o livro seis. Eu disse antes de agora que ‘Câmara’ contém pistas muito importantes para o final da série. Não tantas quanto no livro seis, obviamente, mas há uma ligação.

De qualquer forma: se vocês continuarem a exercitar sua paciência, irão descobrir que a porta irá abrir novamente… e novamente… trazendo a vocês novas dicas sobre o sexto livro. Mas como um bônus, e como uma recompensa por terem sido confundidos pelo Sr. Ou Sra. Storgé, eu irei dizer algo a vocês sem ter que fazê-los mexer em tijolos: o Príncipe Mestiço não é nem Harry nem Voldemort. E isso é tudo que eu direi sobre ESTE assunto até que o livro tenha sido publicado.

Premiere de Londres de Prisioneiro de Azkaban
02/06/2004

Eu vi o Prisioneiro de Azkaban pela primeira vez algumas semanas atrás, quando estava inacabado. Eu o amei imediatamente: é o meu filme Harry Potter favorito até agora, então estava ansiosa para ver o filme de novo no domingo.

A premiere foi divertida, como sempre. Foi a primeira vez que eu encontrei Gary Oldman, David Thewlis e Michael Gambon, todos eles fizeram um ótimo trabalho no filme. E também foi, como sempre, ótimo ver Dan, Rupert e Emma, que estão mais altos e mais bonitos (no caso de Emma, mais linda) toda vez que eu os vejo, e ainda são, milagrosamente, os atores adolescentes mais adoráveis e menos egoí­stas que vocês encontrariam. Na última vez que eu vi o Dan antes da festa da premiere, ele estava cercado por um grupo de fãs que não estavam dispostas a deixar ninguém mais chegar perto dele, incluindo escritoras que por ali passavam, mas nós demos um jeito de gritar umas palavras um para o outro…

Alguém da Warner Bros. me ofereceu um dos balões gigantes da Tia Guida que eles tinham amarrado em frente ao cinema, mas eu pensei que teria sido mais divertido desamarrá-los e deixá-los voando pelo país pelos próximos dias. O Pink Floyd fez isso com um porco inflável gigante… mas a maioria das pessoas lendo isso são jovens demais para saber do que diabos eu estou falando.

Reação ao JKR.com
02/06/2004

Observar os fãs de Harry Potter espalharem notícias sobre este site, decifrando todas as charadas em uns dez minutos, colecionando todos os prêmios, e então indo adiante para hackear o site para procurar por mais dicas… bem, eu devo dizer que eu nunca nem sonhei que sentar em frente a um computador poderia ser tão divertido. Eu posso dizer que esse site vai ser uma grande fonte de entretenimento e diversão para mim.

Eu gostaria de fazer duas observações: Primeiramente, como eu disse em entrevistas recentes, se tiver algum tempo que eu não fizer atualizações é porque estou escrevendo o livro. De qualquer maneira, vocês ganham! Em segundo lugar, desde que o site atualizado ficou online, muitas pessoas estão tentando mandar e-mails para o Christopher Little, meu agente, e para Colman Getty, minha firma de RP, e até à Lightmaker, que cuida do site. Nenhuma dessas pessoas pode responder e-mails, e esses não serão encaminhados a mim. Como eu disse na nota de abertura, este site foi criado precisamente porque eu não posso responder mais os fãs individualmente.

Vocês vão achar minhas respostas para alguns rumores sobre o site na seção (onde mais?) ‘Rumores’.

Assinaturas JKR forjadas
15/03/2004

Se você ou qualquer um dos seus amados estão pensando em comprar um livro ‘autografado’ de Harry Potter, por favor seja cuidadoso. O número de livros com autógrafos falsos tem crescido enormemente nos últimos anos.

Você deve suspeitar particularmente das cópias autografadas de ‘Ordem da Fênix’. Eu nunca fiz nenhum evento de autógrafos do livro para ‘Fênix’, então cópias britânicas autografadas são muito raras, cópias americanas são mais raras ainda e as cópias de outros países são virtualmente (e até agora) inexistentes. Qualquer cópia de ‘Fênix’ que clame ter sido autografada no ‘Picadilly’ é muito provavelmente falsa, por exemplo.

Eu autografo livros para a caridade e em circunstâncias especiais mas, como eu expliquei no FAQ, eu não posso mais agüentar a demanda de assinar livros. Infelizmente existem pessoas sem escrúpulos que sempre estão dispostas a encontrar uma brecha e explorar os fãs de Harry Potter.

Sala de chat do Mugglenet Desinteressada nas Teorias de JKR
15/03/2004

Algumas semanas atrás eu fiz algo que nunca tinha feito antes e entrei em uma sala de bate-papo de Harry Potter: especificamente, o chat do Mugglenet. Embora eu tenha ficado preocupada por muitos dos moderadores do chat sentirem que sua casa espiritual era a Sonserina, ele é um ótimo site. Por outro lado, ninguém estava remotamente interessado nas minhas teorias sobre o que iria acontecer no sétimo livro. No final, eu desisti de tentar transmitir quaisquer jóias de sabedoria e me juntei à uma discussão sobre Bob Esponja, Calça Quadrada (não pergunte).

Eu gostaria de usar esta oportunidade para dizer que a prática de chamar Lord Voldemort de ‘Voldie’ deve parar, assim como a insistência de que com um pouco de terapia ‘Voldie’ seria um verdadeiro amorzinho.

Talvez eu volte lá em algum momento para verificar se vocês cumpriram o que lhes foi dito. Cuidado com o ‘Lula-molusco’.

Progresso do Sexto Livro
15/03/2004

O sexto livro está a caminho, viva, embora eu esteja no estágio em que ainda tenho um grande gráfico na minha mesa à minha frente me lembrando o que acontece aonde, como, para quem, e que pedaços de informações importantes precisam ir em capítulos com aparências inocentes.

Eu comecei a escrever Harry Potter seis antes do meu filho David (que acabou de completar um ano) nascer, mas depois eu tirei umas férias durante a fase em que eu era privada de dormir no começo da infância dele. Eu estou realmente gostando de escrever este livro, mesmo que pela primeira vez eu esteja consciente de que esteja me aproximando do fim da série. Tanta coisa que acontece no livro seis é referente ao livro sete que às vezes eu sinto que eles são duas metades da mesma história.

Visitantes constantes do site irão descobrir coisas sobre o sexto livro se eles souberem onde procurar. Paciência é a chave.



 
 
 
 
 
 
Livros HP
  Livro 1
  Livro 2
  Livro 3
  Livro 4
  Livro 5
  Livro 6
  Livro 7
  Outros Livros e Relatos
 
  Animais Fantásticos e Onde Habitam
  Quadribol Através dos Séculos
  Os Contos de Beedle, o Bardo
  Prefácio dos Marotos
  Enciclopédia
  Extras
 
 
  Morte Súbita
   Minissérie da BBC
  Série Cormoran Strike
   O Chamado do Cuco
   O Bicho-da-seda
  J.K. Rowling
  Lia Wyler
  Mary GrandPré
 
Filmes HP
  Filme 1
  Filme 2
  Filme 3
  Filme 4
  Filme 5
  Filme 6
  Filme 7
 
  Parte I
  Parte II
  Animais Fantásticos e Onde Habitam
  Outros Filmes/Trabalhos
 
  Alice no País das Maravilhas
  Cherrybomb
  O Corajoso Ratinho Despereaux
  Equus
  Dançando para a Vida
  How to Succeed in Business
  JK Rowling "Um Ano na Vida"
  Lições de Vida
  Matador em Perigo
  My Boy Jack
  Sete Dias com Marilyn
  Sweeney Todd
  Um Verão Para Toda Vida
  Elenco  
 
  Daniel Radcliffe  
  Emma Watson  
  Rupert Grint  
  Tom Felton  
  Lista Completa... +50 atores  
  Equipe Técnica  
 
  Alfonso Cuarón
  Chris Columbus
  David Heyman
  David Yates
  Mike Newell
  Steve Kloves
  Lista Completa...
 
Pottermore
 
Harry Potter: A Exposição
 
O Mundo Mágico de Harry Potter - Hogsmeade
 
O Mundo Mágico de Harry Potter - Beco Diagonal
 
Warner Bros Studio Tour London
 
Entrevistas JKR... +350 textos
 Por Ano
  Destaques JKR.com
  Não datadas
  1997
  1998
  1999
  2000
  2001
  2002
  2003
  2004
  2005
  2006
  2007
  2008
  2009
  2010
  2011
  2012
  2013
  2014
 Por Assunto
  Personagens
  Lugares
  Mundo Bruxo
  Livros & Cia
  Jo
  Boatos e Rumores
 
JKRowling.com
  Aniversário de Personagens
  Bruxo do Mês
  Biografia
  Diário
  Fan Sites
  Vista Gadget
  FAQ
 
  Sobre os Livros
  Sobre JKR
  Outras Coisas
  Enquetes?
  Informações Extra  
 
  Miscelânia
  Personagens
  Edições
  Itens Secretos  
  Links  
  Lixeira
  Novidades  
  Rumores  
  ? (Porta Secreta)  
  W.O.M.B.A.T  
 
EmmaWatsonOfficial.com
  Emma
 
  Sobre Emma
  Fotos e Favoritos
  FAQ's
  Prêmios
  Carreira
  Notícias
  Mídia
  e.m.s.
  UNICEF
  Minha Página
 
  Downloads
  Links
 
 
 
 
Legal Notice:
Harry Potter é propriedade de J.K. Rowling, Warner, Bloomsbury, Scholastic e Rocco. Este é apenas um fansite que publica informações para fãs. Os videos são propriedades dos respectivos canais.
All contents of JKRowling.com and EmmaWatsonOfficial.com is created by LightMaker.
Potterish.com - versão 4.0. Copyright © 2002 - 2014

Powered by WordPress.