(Tradução literal: Como Ter Sucesso nos Negócios sem Realmente Tentar)

How To Succeed in Business without Really Trying

Gênero: Comédia musical
Tempo de Duração: 90 minutos
Ano de Lançamento: 2011
Localização: Al Hirschfeld Theatre, localizado na 302 West 45th Street (entre as Avenidas 8 e 9).
Sessões: Terças e Quintas às 19:00h/Quartas de 14:00h & 19:30h/Sexta às 20:00h/Aos sábados, 14:00h & 20:00h/Domingo às 15:00h.
Entradas: Varia de US$52 até US$132
Diretor e Coreógrafo: Rob Ashford
Autores: Burrows, Jack Weinstock e Willie Gilbert
Autor original: Shepherd Mead
Produção: Broadway Across America (John Gore, Thomas B. McGrath, Beth Williams), Craig Zadan, Neil Meron, Joseph Smith, Michael McCabe and Candy Spelling.
Música: Frank Loesser
Com: Daniel Radcliffe como J. Pierrepont Finch, Rose Hemingway como Rosemary Pilkington, Mary Faber como Smitty, Tammy Blanchard como Hedy La Rue, Christopher Hanke como Bud Frump, e John Larroquette com J.B. Biggley.
Site oficial: Para acessar o site oficial da peça, clique aqui.
Notí­cias relacionadas: Todas as notícias do Potterish relacionadas à peça, você encontra aqui.

How To Succeed in Business without Really Trying

História da Peça

Em 1952, o livro satírico de Shepherd Mead, How to Succeed in Business Without Really Trying, tornou-se um bestseller. O dramaturgo Willie Gilbert e seu colega também dramaturgo, Jack Weinstock, criaram uma interpretação dramática, em 1955, que não foi produzida por cinco anos. Um agente levou o trabalho para a atenção dos produtores Cy Feuer e Martin Ernest, com a intenção de reequipa-lo como um musical. Feuer e Martin fizeram um grande sucesso com a adaptação de 1950, Guys and Dolls, e trouxeram uma equipe criativa do show para trabalhar em How to Succeed.

Abe Burrows e Frank Loesser começaram a trabalhar na nova adaptação, com os ensaios começando em agosto de 1861. Burrows colaborou no texto com Jack Weinstock e Willie Gilbert, servindo também como diretor. Sua nova adaptação tornou-se ainda mais satírica e acrescentou um romance à história. Loesser escreveu a música e as letras para o show, que foi orquestrado por Robert Ginzler.

A produção original da Broadway é creditada, na verdade, a um coreógrafo e obscuro diretor de dança chamado Hugh Lambert, enquanto o conhecido Bob Fosse fez apenas uma “encenação musical…” e leva quase todo o crédito. Abe Burrows revela isso em sua autobiografia honesta. Em meio a muitas crises e vitórias, How to Succeed era uma sensação da Broadway na época.

Em 1 de fevereiro de 2011, Simon & Shuster reemitiram uma edição de How to Succeed in Business Without Really Tryng com uma nova introdução de Stanley Bing. A nova introdução foi escrita em cima da peça original, utilizando o Office 2010, o que provavelmente foi a única mudança estabelecida, se olhar os dois escritos.

How To Succeed in Business without Really Trying

Sinopse

HOW TO SUCCEED IN BUSINESS (WITHOUT REALLY TRYING) é uma clássica comédia musical da Broadway sobre um lavador de janelas ambicioso, J. Pierrepont Finch (Daniel Radcliffe), que, com a ajuda de um fiel livro de auto-ajuda How to Succeed in Business, goza de um aumento desenfreado na grande escada corporativa.

A sensação do mundo cinematográfico, DANIEL RADCLIFFE (Equus) e o ganhador do prêmio Emmy®, JOHN BERNARD LARROQUETTE (How the Grinch Stole Christmas!) estão agora na comédia musical de sucesso que se caracteriza por uma amada trilha sonora de nível de qualidade, como “I Believe in You,” “Happy to Keep His Dinner Warm,” “The Company Way,” “Been a Long Day,” “Rosemary” e “Brotherhood of Man.” É dirigida e coreografada pelo vencedor dos prêmios Tony® e Emmy®, ROB ASHFORD.

As canções são escritas pelo vencedor do Oscar® e Tony®, Frank Loesser; a peça é roteirizada por Abe Burrows, Jack Weinstock e Willie Gilbert, baseada na obra de Shepherd Mead.

How To Succeed in Business without Really Trying

Conhecendo o elenco

Depois de atuar nos oito filmes da saga Harry Potter, e conseguir a aprovação da crítica mundial em sua primeira peça na Broadway (Equus), Daniel Radcliffe mostra agora que seu talento não tem limites e que a música é a sua mais nova amiga. Como J. Pierpont Finch, Radcliffe é um limpador de janelas, jovem e ambicioso, que compra um livro de auto-ajuda que explica passo-a-passo como subir no mundo dos negócios.

Como J.B. Biggley, o presidente da empresa World Wide Wicket, está o ator de cinema, televisão e teatro, John Bernard Larroquette. Seus papéis incluem Dan Fielding, na série Night Court; Mike McBride em McBride, John Hemingway em The John Larroquette Show, e Carl Sack em Boston Legal.

Rose Hemingway estreia na Broadway como Rosemary Pilkington, a bela secretária da companhia que mexe com o coração de Finch. Rose já apareceu como Mary Phagan na produção Parade, e estrelou o musical Mamma Mia!, onde interpretou Sophie Sheridan. É graduada da Catholic University of America’s Rome School of Music.
Tammy Blanchard é mais conhecida pelo seu papel em Life With Judy Garland: Me and My Shadows. Mas dentre vários trabalhos no cinema, e na TV, Tammy adora atuar junto com a música. Em How to Succeed, ela é Hedy La Rue, uma mulher atraente que não tem nada na cabeça, e que vive um relacionamento secreto com o Sr. Biggley.

O ator Christopher Hanke é Bud Frump, o sobrinho preguiço, arrogante e mimado do Sr. Biggley. Christopher já teve vários papéis no teatro, alguns na Broadway, incluindo J.T. em In My Life, Mark Cohen em Rent e Baldwin em Cry-Baby.

O narrador da peça é Anderson Cooper, o premiado âncora da CNN, que além de apresentar programas de entrevistas, faz relatórios e é correspondente em algumas reportagens.

No elenco, ainda estão Rob Bartlett, como Twimble/Wally Womper; Sara Jean Ford como Smitty; Ellen Harvey como Srta. Jones; Michael Park como Bert Bratt; Cleve Asbury como Sr. Ovington; Tanya Birl como Nancy; Abby Church como Kathy e Mulher da Limpeza; David Hull como Toynbee; Marty Lawson como Sr. Peterson; Shannon Lewis como Srta. Krumholtz; Andrew Madsen como Sr. Andrews; Nick Mayo como Sr. Gatch; Sarah O’Gleby como Substituição de Coro e Líder de Dança; Ryan Watkinson como Sr. Matthews; Samantha Zack como Lily; Charlie Williams como Sr. Jenkins; Paige Faure, Timothy J. Alex, Robert Hager, Synthia Link como Coro; Holly Ann Butler, J. Austin Eyer, Ian Liberto como Substituição do Coro.

How To Succeed in Business without Really Trying

Conhecendo a equipe técnica

Frank Loesser (1936–1969) é o responsável pela Música e as Letras da peça. Suas canções já estiveram presentes em cinco peças teatrais da Broadway, são elas: Where’s Charley?, Guys and Dolls (Prêmio Tony®), The Most Happy Fella, Greenwillow e How to Succeed in Business Without Really Trying. Antes de seu sucesso na Broadway, Loesser era conhecindo por dezenas de canções de sucesso em Hollywood, inclusive levando o Oscar pela música “Baby, It’s Cold Outside”.

Abe Burrow (1910-1985) é um dos roteiristas de How to Succeed in Business Without Really Trying. Nasceu em Nova Iorque, se formou na New Utrecht High School, no Brooklyn. Sua carreira na escrita começou no rádio e na TV, por “This Is New York,” seguida por “The Rudy Vallee Program,” “Duffy’s Tavern” e “The Abe Burrows’ Show.”

Jack Weinstock era um proeminente médico, bem como um premiado dramaturgo. Co-autor da peça How to Succeed in Business Without Really Trying. Fez desde comédias, e clássicos infantis até ficção científica, tanto na teatro, quanto na TV. Ele morreu em 1969.

Willie Gilbert (1916-1980) começou sua carreira no show business nos primeiros dias da televisão como um escritor de programas de crianças, variedades e questionários. Seus créditos na Broadway incluem How to Succeed Trying; a aclamada comédia Catch Me If You Can, e Hot Spot. Gilbert escreveu centenas de scripts de televisão em uma carreira de três décadas até morrer em 1980.

Shepherd Mead é o autor original do livro How to Succeed in Business Without Really. Seu trabalho numa agência de anúncios o levou a escrever seu primeiro romance, em 1951. Depois disso, escreveu um total de 19 livros, incluindo How to Live Like a Lord Without Really Trying (Como Viver Como Um Lord Sem Realmente Tentar) e How to Succeed with Women Without Really Trying (Como Conseguir Sucesso com as Mulheres sem Realmente Tentar).

Rob Ashford é o diretor e coreógrafo de How to Succeed in Business Without Really Trying. Em seu vasto currículo estão também Promises, Promises, Cry-Baby, Curtains,The Wedding Singer, Thoroughly Modern Milie e The Boys From Syracuse e várias outras peças.

A equipe criativa do musical é muito extensa, nela estão também: Derek McLane, Cenografia; Catherine Zuber, Figurino; Howell Binkley, Design de Iluminação; Jon Weston, Edição de Som; Tom Watson, Cabelo e Maquiagem; Stephen Sposito, Diretor Associado; Chris Bailey, Coreógrafa Associada; Doug Besterman, Orquestrações; David Chase, Diretor Musical e Arranjador; Howard Joines, Empreiteiro de Música; Juniper Street Productions, Gerente de Produção; Kristen Harris, Gerente de Estágio de Produção; Glynn David Turner, Gerente de Estágio; Shannon Hammons, Assistente de Estágio e Gerência.

How To Succeed in Business without Really Trying

Galeria de Imagens

 

How To Succeed in Business without Really Trying How To Succeed in Business without Really Trying How To Succeed in Business without Really Trying How To Succeed in Business without Really Trying

 

Todas as fotos relacionadas à peça, você confere em nossa galeria clicando aqui.

How To Succeed in Business without Really Trying

Depoimentos

“Quando o conheci, eu fiquei impressionada com o nível de disciplina e profissionalismo dele. Nós todos podíamos ver finalmente que ele não é Harry Potter – ele é Daniel Radcliffe. Eu me senti muito entusiasmada de descobrir esse personagem com ele e provar para todo o mundo que isso era algo que ele podia fazer.”
Diretora Thea Sharrock, sobre Daniel Radcliffe, ao The New York Times em 20 de setembro de 2008.

“Daniel Radcliffe é tão adorável em sua estreia musical na Broadway que você fica querendo apertar suas bochechas”
New York Post, sobre Daniel Radclife

“Finch é um símbolo de controle sem nenhum tipo de maldade. Há uma inocência nele que é bastante agradável. Você perdoa boa parte de suas ações que poderiam ser consideradas manipuladoras e desagrádaveis.”
Daniel Radcliffe sobre seu personagem

“Uma grande diversão para todos!”
Chicago Tribune, sobre a peça

“Uma comédia musical com um coração tão grande quanto Manhattan
Nota no site oficial da peça

“Sempre foi algo que eu pensei que quisesse fazer, eventualmente. Provavelmente eu nunca pensei que faria isso tão cedo, e certamente eu não pensei que estaria dançando.”
Daniel Radcliffe, sobre sua nova fase

How To Succeed in Business without Really Trying

Resenhas/Crí­ticas

““Enquanto o senhor Radcliffe claramente não é um talento musical nato, eu daria a ele uma nota 6 de 10. Ele cumpre bem suas coreografias, diz suas falas rapidamente e distintivamente (com um convincente sotaque norte-americano) e às vezes canta bem. E uma vez que você percebe a vontade e o entusiasmo com as quais o senhor Radcliffe corresponde, você realmente deseja que ele se saia bem, assim como você torce por um atleta ou um artista de hip-hop no ‘Dançando com as Estrelas'”.”
Crítica concedida pelo New York Times

“Rob Ashford claramente tem uma fascínio pela vida nos escritórios em meados do século 20, que era a lona da sua satírica estréia na direção e na Broadway, Promises, Promises, e de seu grande salto How to Succeed in Business Without Really Trying. Mas o olhar mais penetrante e naturalista de Mad Men tem redefinido a paisagem, afirmando que esses shows agora parecem condenados e peculiares.”
[Continua]
Crítica do Hollywood Reporter

How To Succeed in Business without Really Trying

Indicações e Prêmios

    • Prêmio Tony:

    • Melhor Revival de um Musical – Indicado

    • Melhor Performance de Ator Destaque em Musical (John Larroquette) – Vencedor

    • Melhor Performance de Atriz Destaque em Musical (Tammy Blanchard) – Indicado

    • Melhor Direção de Musical (Rob Ashford) – Indicado

    • Melhor Coreografia (Rob Ashford) – Indicado

    • Melhor Orquestração (Doug Besterman) – Indicado

    • Melhor Figurino (Catherine Zuber) – Indicado

    • Melhor Design de Iluminação (Howell Binkley) – Indicado

    • Drama Desk Award:

    • Excepcional Revival de um Musical – Indicado

    • Excepcional Ator em um Musical (Daniel Radcliffe) – Indicado

    • Excepcional Ator Destaque em um Musical (John Larroquette) – Vencedor

    • Excepcional Diretor de um Musical (Rob Ashford) – Indicado

    • Excepcional Coreografia (Rob Ashford) – Indicado

    • Prêmio Grammy:

    • Melhor Álbum de Peça Musical – Indicado

How To Succeed in Business without Really Trying

Curiosidades

  • Daniel Radcliffe começou a ter aulas de canto 3 anos e meio antes da estreia da peça, e o que o fez começar foi a sua tentativa de cantar uma versão melhor de The Milky Bar (música da peça Equus).

  • Em uma entrevista em meio a divulgação da peça, Daniel admitiu que preferia atuar no palco do que nas telonas, já que não há muito tempo de espera para isso. Também disse que tem esperança de fazer algo atrás das câmeras, como dirigir um pequeno filme independente, e não uma fantasia épica como Harry Potter.

  • Graças ao desempenho de Radcliffe e de todo o elenco da peça, eles foram convidados para gravar o 13º volume do album Carols for a Cure, projeto musical que beneficia a Broadway Cares/Equity Fights AIDS (entidade beneficente que se originou na comunidade teatral americana e foi uma resposta à crise da AIDS no mundo).

  • No fim de algumas apresentações, na hora dos agradecimentos, Daniel Radcliffe leiloava a gravata-borboleta de seu figurino, diretamente do palco, como parte do trabalho anual de captação de recursos da Broadway Cares/Equity Fights Aid.

  • Emma Watson (Hermione Granger), James e Oliver Phelps (Gêmeos Weasley), Mark Williams (Arthur Weasley), Warwick Davis (Flitwick/Grampo), Bonnie Wright (Gina Weasley), Evanna Lynch (Luna Lovegood), Helen McCrory (Narcisa Malfoy), David Thewliss (Remo Lupin) e Freddie Stroma (Côrmaco McLaggen) foram alguns dos amigos de Daniel, que foram lhe prestigiar assistindo a peça.

  • Um ajudante do musical de 29 anos teve uma parada cardíaca pouco antes de uma apresentação do espetáculo, ele foi levado para o Hospital St. Lukes, onde morreu pouco depois. Após uma hora depois do horário marcado para o início da apresentação, John Larroquette e Daniel Radcliffe apareceram no palco e anunciaram que a peça não seria apresentada.

  • Daniel Radcliffe se despediu do musical How to Succeed in Business Without Really Trying no fim de 2011, depois de dez meses de apresentações, devido ao lançamento do filme A Mulher de Preto pelo mundo. O ator Darren Criss, que já atuou como Harry Potter em A Very Potter Musical, foi escalado para assumir a vaga, mas por causa das gravações do seriado Glee, Criss se apresentou apenas por três semanas. Para viver o protagonista J. Pierrepont Finch a partir daí foi escalado o ator/cantor Nick Jonas, o caçula do grupo Jonas Brothers, que ficou até meados de 2012.

How To Succeed in Business without Really Trying

Cronologia

Dezembro de 2009 – Daniel Radcliffe é destaque em uma leitura com o diretor e coreógrafo, Rob Ashford.
26 de fevereiro de 2011 – Prévia no Al Hirschfeld Theatre.
27 de março de 2011 – Estreia oficial.
03 de janeiro de 2012 – Darren Criss substitui Daniel Radcliffe, e Beau Bridges substitui John Larroquette.
24 de janeiro de 2012 – Nick Jonas assume o papel de Finch, e Michael Urie substitui Christopher Hanke no papel de Bud Frump.
20 de maio de 2012 – Última apresentação.

How To Succeed in Business without Really Trying

Fontes

Site oficial
Notícias Potterish