(Alice in Wonderland, 2010)

Alice no País das Maravilhas

Gênero: Aventura/Fantasia
Tempo de Duração: 108 minutos
Ano de Lançamento: 2010
Estúdio: Walt Disney
Distribuição: Walt Disney Pictures
Orçamento: US$ 200 milhões
Arrecadação: US$ 1,024 bilhão
Direção: Tim Burton
Roteiro: Linda Woolverton (baseado nos livros Alice no País das MaravilhasAlice Através do Espelho e O Que Ela Encontrou Por Lá, de Lewis Carroll)
Produção: Richard D. Zanuck, Joe Roth, Suzanne Todd e Jennifer Todd
Música: Danny Elfman
Com: Mia Wasikowska, Johnny Depp, Helena Bonham Carter, Anne Hathaway, Alan Rickman, Frances de la Tour, Paul Whitehouse, Timothy Spall, Stephen Fry e Imelda Staunton.
Site oficial: Para acessar o site oficial do filme, clique aqui.
Notícias relacionadas: Todas as notícias do Potterish relacionadas a este filme, você encontra aqui.

Alice no País das Maravilhas

Sinopse

Alice, aos 19 anos, percebe que está a ponto de ser pedida em casamento numa festa em Londres. Decidida a não aceitar, ela é guiada pelo Coelho Branco de volta ao País das Maravilhas, sem se lembrar de que já estivera por lá aos 6 anos de idade. Ao chegar, reencontra velhos conhecidos, como o querido Chapeleiro Maluco, a bela Rainha Branca e a tão admirada pelo exército de cartas Rainha Vermelha.

Alice no País das Maravilhas

Conhecendo o elenco

Nos preparativos antes das gravações, a atriz Mia Wasikowska foi selecionada para fazer o papel Alice nas filmagens. No mesmo ano, ela interpretou Joni em Minhas Mães e Meu Pai. Mais tarde, anunciou-se as participações dos habituais colaboradores do diretor Tim Burton, Johnny Depp (A Fantástica Fábrica de Chocolates), como o Chapeleiro Maluco, e sua esposa Helena Bonham Carter, conhecida por interpretar Belatriz Lestrange na franquia Potter, como a Rainha Vermelha. Pela primeira vez, Anne Hathaway foi convidada a trabalhar com Burton, como a Rainha Branca.

Em seguida, foi a vez dos também potterianos Alan Rickman (Severo Snape), selecionado para o papel da lagarta Absolem, e de Timothy Spall (Rabicho), Imelda Staunton (Dolores Umbridge) e Paul Whitehouse (Sir Cadogan), Stephen Fry (narrador dos áudio-livros britânicos), escolhidos como os dubladores do cão Bayard, do Gato que Ri, das Flores falantes e da Lebre de março. No segmento do mundo real, Frances de la Tour encarna a tia Imogene. Para ver mais, clique aqui.

Alice no País das Maravilhas

Conhecendo a equipe técnica

Tim Burton voltou a realizar uma superprodução adaptada de livro infantil cinco anos depois do sucesso de A Fantástica Fábrica de Chocolate, produzido por Richard D. ZanuckJoe Roth, Suzanne Todd e Jennifer Todd. A trilha sonora do filme contou com a maestria de Danny Elfman, enquanto a montagem ficou a cargo de Chris Lebenzon, ambos já parceiros de longa data do diretor. Dariusz Wolski, diretor de fotografia de Sweeney Todd, exerce aqui a mesma função. O roteiro foi escrito por Linda Woolverton, inspirado livremente nos livros de Lewis Carroll. Para ver mais, clique aqui.

Alice no País das Maravilhas

Fotos

Alice no País das Maravilhas Alice no País das Maravilhas Alice no País das Maravilhas Alice no País das Maravilhas

Todas as fotos relacionadas a Alice no País das Maravilhas, você confere em nossa galeria clicando aqui.

Alice no País das Maravilhas

Galeria de Vídeo

 

Teaser Alice no País das Maravilhas
Características Via Apple Trailers. Exige QuickTime instalado.
Links:
480p | 720p | 1080p | iPod/iPhone

 

 

Trailer Alice no País das Maravilhas
Características Via Apple Trailers. Exige QuickTime instalado.
Links:
480p | 720p | 1080p | iPod/iPhone

 

 

Trailer Alice no País das Maravilhas – YouTube
Características Via YouTube.
Links:
Sem legendas
Legendado

 

Alice no País das Maravilhas

Datas de lançamento

Argentina – 4 de março de 2010
Brasil – 23 de abril de 2010
China – 26 de março de 2010
Dinamarca – 5 de março de 2010
Estados Unidos – 5 de março de 2010
Espanha – 16 de abril de 2010
França – 24 de março de 2010
Itália – 3 de março de 2010
Japão – 17 de abril de 2010
Portugal – 4 de março de 2010
Reino Unido – 5 de março de 2010
Síria – 4 de março de 2010

Para ver mais datas, clique aqui.

Alice no País das Maravilhas

Críticas

“O que me agrada neste Alice não é a forma muito perversa como Burton transfigura o espírito de uma obra-prima (até as minhas expectativas foram desafiadas: eu queria um filme mais sombrio, cruel, um milkshake de Sweeney Todd com A fantástica fábrica de chocolate, entende?), mas as sutis peripécias do diretor, que constroi um “país das maravilhas” decadente e desolado, sob a névoa da guerra e do autoritarismo.”
[Continua]
Por Tiago Faria ao Meu Nome Não É Superoito.

Alice no País das Maravilhas nada mais é do que uma propaganda, um mostruário e, também, um conformismo por parte de uma produtora que sempre se voltou para uma apresentação “formal e correta” de suas histórias. Diante de uma iniciativa como esta, que já mostrou ser competente e muito benvinda, os erros e descuidos de uma produção não vão passar de meros tropeços (ou inseguranças) de um momento que está começando agora.”
[Continua]
Por Arthur Melo ao Pipoca Combo.

“A empolgação das fotos não se repetia com as imagens em movimento. E o 3-D mostrado na prévia caía no lugar-comum […]. Apesar de um argumento interessante e painéis de deixar qualquer um de boca aberta, a história não convence e o 3-D continua apenas apontando para a plateia, como se alguém hoje em dia ainda esticasse o braço na tentativa de pegar os objetos em cena.”
[Continua]
Por Marcelo Forlani ao Omelete.

“O que nos envolve é a pura curiosidade de ver até onde aquela maluquice vai chegar (inclusive, e talvez, sobretudo, em termos visuais). Não estamos ali para acompanhar uma jornada interior, ou o desenvolvimento de um arco dramático da protagonista, mas pelos eventos e personagens mesmo, inclusive por muitas cenas que, mesmo soltas, valem a viagem, como a festa do chá, as de mudanças de tamanho, as que envolvem os gêmeos e todas as cenas da Rainha Vermelha, uma personagem tão adorável em sua repugnância que mereceria um filme de Tim Burton só pra ela.”
[Continua]
Por Leo Cunha ao Filmes Polvo

Alice no País das Maravilhas

Prêmios e Indicações

  • Vencedor dos prêmios de Melhor Direção de Arte (Robert Stromberg e Karen O’Hara) e Melhor Figurino (Colleen Atwood) no Óscar 2011

  • Vencedor dos troféus de Melhor Figurino (Colleen Atwood) e Melhor Maquiagem e Cabelo (Valli O’Reilly & Paul Gooch), no BAFTA 2011

  • Laureado como Melhor Filme de Fantasia e Melhor Figurino (Colleen Atwood) nos Saturn Awards 2011

  • Escolhido na categoria de Melhor Luta (Alice contra o dragão Jabberwocky) nos Teen Choice Awards de 2012

  • Indicado pela Academia ao prêmio da categoria de Melhores Efeitos Visuais no Óscar 2011

  • Indicado aos Globos de Ouro 2012 de Melhor Comédia ou Musical e Melhor Ator em Comédia ou Musical (Johnny Depp) e Melhor Trilha Original (Danny Elfman)

  • Indicado, no BAFTA 2011, nas categorias de Melhores Efeitos Visuais, Melhor Direção de Arte e Melhor Trilha Original (Danny Elfman)

  • Indicado à categoria de Melhor Álbum de Trilha Sonora para Cinema, TV ou Outras Mídias Visuais (Danny Elfman) no Grammy 2011

  • Indicado aos National Movie Awards 2010 como Melhor Fantasia e duplamente em Melhor Atuação (Johnny Depp e Helena Bonham Carter)

Alice no País das Maravilhas

Curiosidades

  • Burton escolheu Mia Wasikowska como Alice devido à sua “gravidade”. Ela superou várias candidatas famosas, como Amanda Seyfried e Lindsay Lohan, que demonstraram interesse em participar da produção.

  • Johnny Depp trabalhou a fundo na criação do Chapeleiro Maluco. Assistia frequentemente ao programa de comédia Rab C. Nesbitt para aprimorar seu sotaque de Glasgow e confeccionou uma série de aquarelas do personagem, que comparava com os que o próprio Burton fazia em reuniões conceituais.

  • Antes do envolvimento de Tim Burton no projeto, o papel de protagonista fora oferecido a Anne Hathaway, que o rejeitou por ser parecido demais com seus trabalhos anteriores. Interessou-se no projeto, porém, quando o diretor a convidou a interpretar a Rainha Branca.

  • A intenção original era de que a lagarta Absolem tivesse as feições de Alan Rickman. O ator de fato foi filmado enquanto gravava suas falas, mas a ideia foi eventualmente abortada – os animadores limitaram-se a dar ao personagem certos traços do intérprete.

  • Danny Elfman preparou a trilha original para o filme sem ter muita noção de sua preparação estética, já que só teve tempo de assistir à versão ainda com o fundo verde.

  • Alice tornou Johnny Depp o primeiro ator a estar presente em dois filmes que arrecadaram mais de 1 bilhão de dólares em bilheterias mundiais: o primeiro havia sido Piratas do Caribe: O Baú da Morte. No ano seguinte, Depp superou seu próprio recorde, com Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas também atingindo a impressionante marca.

Alice no País das Maravilhas

Trilha sonora

null

1. Alice’s Theme
2. Little Alice
3. Proposal/Down The Hole
4. Doors
5. Drink Me
6. Into The Garden
7. Alice Reprise #1
8. Bandersnatched
9. Finding Absolem
10. Alice Reprise #2
11. The Cheshire Cat
12. Alice And Bayard’s Journey
13. Alice Reprise #3
14. Alice Escapes
15. The White Queen
16. Only A Dream
17. The Dungeon
18. Alice Decides
19. Alice Reprise #4
20. Going To Battle
21. The Final Confrontation
22. Blood Of The Jabberwocky
23. Alice Returns
24. Alice Reprise #5

Compre-o aqui.

Alice no País das Maravilhas

Fontes

IMDb
Box Office Mojo
Wikipedia EN