fbpx
Potterish
Áreas dessa seção

Posted by on fev 18, 2008 in Outros filmes/trabalhos |

Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet

(Sweeney Todd: The Demon Barber of Fleet Street, 2007)

Gênero: Musical
Tempo de Duração: 116 minutos
Ano de Lançamento: 2007
Estúdio: DreamWorks/Warner Bros.
Distribuição: Warner Bros./Paramount Pictures
Efeitos especiais: Gentle Giant Studios
Orçamento: US$50 milhões
Arrecadação: US$100 milhões
Direção: Tim Burton
Roteiro: John Logan/Christopher Bond
Roteiro (musical): Hugh Wheelere/Stephen Sondheim
Produção: Richard D. Zanuck, John Logan e Walter F. Parkes
Música: Clive Carroll e John Renboun
Com: Johnny Depp, Helena Bonham Carter, Alan Rickman e Timothy Spall
Site oficial: Para acessar o site oficial do filme, clique aqui.
Notícias relacionadas: Todas as notícias do Potterish relacionadas a este filme, você encontra aqui.

Sinopse

Sweeney Todd conta a história de um barbeiro chamado Benjamim Barker que leva uma vida comum e feliz com sua esposa até que um juiz apaixona-se pela mesma. Decidido a tomar a mulher para si ele ordena que prendam Benjamim por um crime que o mesmo não cometeu. Quinze anos depois o barbeiro retorna a Londres, agora atendendo pelo nome de Sweeney Todd e com sede de vingança. Em parceria com uma confeiteira Sweeney Todd comete seus crimes na cadeira de sua humilde barbearia e transforma suas vitimas em tortas que se tornam a grande sensação da cidade.

Conhecendo o elenco

Esta é a sexta vez que o astro Johnny Depp estrela um filme ao lado técnico de Tim Burton. O vingativo personagem de Depp, chamado Sweeney Todd, volta a cidade de onde foi preso injustamente por Alan Rickman (Juiz Turpin) e se une a Sra. Lovett, a confeiteira de sucesso vivida por Helena Bonham Carter. Timothy Spall (Beadle Bamford) é o braço direito de Turpin e por coincidência fecha o trio de atores também colegas de trabalho de elenco dos filmes da franquia Potter. Em adição ao quadro de principais temos os atores Sacha Baron Cohen (Signor Adolfo Pirelli) e Jamie Campbell Bower (Anthony Hope). Para ver mais, clique aqui.

Conhecendo a equipe técnica

Sweeney Todd é mais uma re-adaptação de sucesso dirigida pelo mestre Tim Burton. Ao seu lado há um quarteto roteirístico encabeçado por John Logan e distribuído entre os responsáveis pelo musical Hugh Wheeler e Stephen Sondheim e pela inspiração artística proveniente da peça com Christopher Bond. Assim como na parte de roteiro, o quase time de produtores chega à sete membros, tendo como líderes Richard D. Zanuck, John Logan e Walter F. Parkes. Chris Lebenzon figura no departamento de edição, Colleen Atwood no figurino e Dariusz Wolski comanda o incrível trabalho de fotografia. Susie Figgis foi a responsável pela preparação desse magnífico elenco. O cenário ficou a cargo de Francesca Lo Schiavo. Para ver mais, clique aqui.

Fotos

Todas as fotos relacionadas a Sweeney Todd, você confere em nossa galeria clicando aqui.

Galeria de Ví­deo

Trailer Sweeney Todd
Características Via Apple Trailers. Exige QuickTime instalado.
Links:
Baixa | Média | Alta | Ipod

Trailer Sweeney Todd – Altíssima Definição
Características Via Apple Trailers. Exige QuickTime instalado.
Links:
HD #1/2/3

Trailer Sweeney Todd – YouTube
Características Média definição.
Links:
Via YT

Trailer Sweeney Todd – Legendado
Características Alta (exige Quick Time instalado) e média resoluções.
Links:
HD – Via Warner Bros. | Via YT

Datas de Lançamento

Alemanha – 21 de fevereiro de 2008
Austrália – 24 de janeiro de 2008
Bélgica – 13 de fevereiro de 2008
Brasil – 08 de fevereiro de 2008
Bulgária – 08 de fevereiro de 2008
Canadá – 21 de dezembro de 2007
Cingapura – 31 de janeiro de 2008
Colômbia – 08 de fevereiro de 2008
Coréia do Sul – 17 de janeiro de 2008
Dinamarca – 01 de fevereiro de 2008
Eslováquia – 07 de fevereiro de 2008
Espanha – 15 de fevereiro de 2008
Estados Unidos – 21 de dezembro de 2007
Filipinas – 16 de janeiro de 2008
França – 23 de janeiro de 2008
Grécia – 07 de fevereiro de 2008
Holanda – 07 de fevereiro de 2008
Hong Kong – 31 de janeiro de 2008
Islândia – 01 de fevereiro de 2008
Japão – 25 de dezembro de 2007
Itália – 22 de fevereiro de 2008
Nova Zelândia – 25 de janeiro de 2008
Panamá – 08 de fevereiro de 2008
Portugal – 31 janeiro de 2008
Reino Unido – 10 de janeiro de 2008
República Tcheca – 07 de fevereiro de 2008
Rússia – 10 de abril de 2008
Suécia – 24 de janeiro de 2008
Tailândia – 31 de janeiro de 2008
Venezuela – 08 de fevereiro de 2008

Para ver mais datas, clique aqui.

Crí­ticas

“Dificilmente um musical agrada o grande público. Com exceção de Moulin Rouge, poucos filmes do gênero conseguiram alcançar o mérito de sobreviver ao boca-a-boca. Há controvérsias sobre o caso, mas Sweeney Todd (Sweeney Todd: The Demon Barber of Fleet Street – EUA – 2007 – DreamWorks) caminha para o mesmo desfiladeiro de seus colegas. Não, o filme não é ruim. Aliás, este não é o ponto o qual merece debate. Afinal, uma obra com Johnny Depp (talvez o único ator de perícia que caiu no gosto comum – mesmo que por uma série de filmes banal, porém elaborada), dirigida por Tim Burton no auge de sua forma gótica e alimentada por tortas e sangue não é de fácil digestão (mas de cara, parece).”
[Continua]
Por Arthur Melo ao Pipoca Combo.

“Musical é cinema de execução, nem tanto de inspiração. Precisa ter coreografia ensaiada, marcação de cena certa, vozes afinadas. Sob esse aspecto, Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet (2007), o primeiro musical genuíno de Tim Burton depois de flertes recentes com o gênero em A Fantástica Fábrica de Chocolate e A Noiva-Cadáver, é um excelente filme – um filme de execução impecável. Isso não significa que seja o trabalho mais apaixonante de Burton.”
[Continua]
Por Marcelo Hessel ao Omelete.

“Sweeney Todd é um musical, e, portanto altamente recomendado apenas para os fãs do gênero. Ou talvez para aqueles que o suportem. Pois é musical mesmo, daqueles em que o cara canta uma música inteira só para pedir uma cerveja. Ok, se você é fã de musicais sabe bem o que é isso – e, não, no filme, ele não canta uma música para pedir uma cerveja, foi só um exemplo. Mas ele canta muito. Ela canta, eles cantam. Toda a conjugação do verbo cantar está presente. Até uma criança canta. Sei que isso pode parecer preconceito, sei que pode até ser preconceito. Mas a pergunta que deixo no ar é: seria realmente necessário que Sweeney Todd fosse um musical?”
[Continua]
Por Rodrigo Rosp ao Cine Players.

“Tim Burton é um cineasta espetacular quando se trata de criar universos fantasiosos repletos de um humor negro cortante que, além de divertir, é fundamental no desenvolvimento dos personagens – e não é à toa que seus melhores trabalhos são aqueles que dependem principalmente destas características […] Por outro lado, a incapacidade de Burton de criar narrativas que envolvam o espectador emocionalmente é notória: se apreciamos os mundos e personagens criados pelo diretor, esta afeição se estabelece principalmente de maneira racional, intelectual – e são raríssimos, os momentos em que Burton consegue realmente capturar o coração de seu público.”
[Continua]
Por Pablo Villaça ao Cinema em Cena

Prêmios e Indicações

  • Vencedor dos prêmios Melhor Filme de Terror e Melhor Figurino de The Academy of Science Fiction, Fantasy & Horror Films (2008).

  • Indicado ao prêmio de Melhor Diretor (Tim Burton) e ao de Melhor Atriz de Terror (Helena Bonham Carter) do The Spike TV Scream Awards (2008).

  • Vencedor do prêmio Melhor Ator de Terror (Johnny Depp) e do prêmio Melhor Filme de Terror do The Spike TV Scream Awards (2008).

  • Vencedor do prêmio Escolha de Melhor Vilão (Johnny Depp) no Teen Choice Awards (2008).

  • Vencedor do prêmio Melhor Vilão (Johnny Depp) no MTV Movie Awards (2008).

  • Nomeado pela Academia Americana ao Oscar nas categorias: Melhor Realização na Direção de Arte, Melhor Figurino e Melhor Ator (2008).

  • Nomeado pela American Cinema Editors ao Eddie Award na categoria Melhor Edição – Comédia ou Musical (2008).

  • Nomeado pela Art Directors Guild ao Excellence in Production Design Award na categoria Feature Film – Period Film (2008).

  • Nomeado ao BAFTA pelo Melhor Figurino e Melhor Maquiagem e Cabelo (2008).

  • Nomeado ao Oscar na categoria Melhor Figurino (2008).

  • Nomeado ao Oscar na categoria Melhor Ator (Johnny Depp) (2008).

  • Nomeado ao Broadcast Film Critics Association Awards ao Critics Choice Award nas categorias: Melhor Atuação em Conjunto, Melhor Ator (Johnny Depp), Melhor Diretor, Melhor Fotografia e Melhor Ator Jovem (Ed Sanders) (2008).

  • Vencedor do Oscar na categoria Melhor Direção de Arte (2008).

  • Nomeado ao Costume Designers Guild Awards pela Excelência em Figurino para Filme (2008).

  • Venceu um Globo de Ouro nas categorias: Melhor Filme – Musical ou Comédia e Melhor Atuação de Ator em um Filme – Musical ou Comédia (Johnny Depp) (2008).

  • Nomeado ao Globo de Ouro nas categorias: Melhor Diretor e Melhor Atuação de Atriz em um Filme – Musical ou Comédia (Helena Bonham Carter) (2008).

  • Venceu o Kansas City Film Critics Circle Awards (2008).

  • Nomeado pela London Critics Circle Film ao ALFS Award na categoria Atriz Britânica do Ano (Helena Bonham Carter) (2008).

  • Nomeado pela Motion Picture Sound Editors ao Golden Reel Award na categoria Melhor Edição Sonora em Filme: Música – Musical (2008).

  • Vencedor do Sierra Award pela Las Vegas Film Critics Society nas categorias: Melhor Figurino e Youth in Film – Male (2007).

  • Venceu o National Board of Review na categoria Melhor Diretor (2007).

  • Vencedor do PFCS Award da Phoenix Film Critics Society nas categorias: Melhor Figurino, Melhor Produção Artística e Melhor Atuação Jovem (Ed Sanders) (2007).

  • Venceu o SDFCS Award da San Diego Film Critics Society na categoria Melhor Produção Artística (2007).

  • Vencedor do VES Award da Visual Effects Society (2007).

Curiosidades

  • Os papéis de Sweeney Todd e Sra. Lovett foram originados por Len Cariou e Angela Lansbury no musical da Broadway de 1979.

  • Ao término da música “A Little Priest”, Sweeney Todd e Sra. Lovett usam da mesma pose final aderida no material promocional original do musical nova-iorquino.

  • Sam Mendes foi originalmente escalado para dirigir com Russell Crowe.

  • O dramaturgo britânico Christopher Bond escreveu uma peça em 73 chamada “Sweeney Todd” que foi o primeiro a dar para Todd um motivo além da vingança pura. Bond fez Todd um barbeiro injustamente preso que voltou a Londres depois de quinze anos na Austrália, encontrar o juiz responsável pelo seu aprisionamento e de quebra por ter estuprado a sua jovem esposa, causado-lhe suicídio. A peça de Bond foi adaptada em 1979 por Stephen Sondheim e Hugh Wheeler em uma musical da Broadway, o qual o filme é baseado.

  • Este é a sexta parceria Johnny Depp-Tim Burton. Eles anteriormente já havia feito juntos Edward Mãos de Tesouro (1990), Ed Wood (1994), A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça (1999), A Fantástica Fábrica de Chocolate (2005) e A Noiva Cadáver (2005).

  • Helena Bonham Carter passou por extensas lições vocais e estudou culinária como preparação para o papel.

  • O endereço da loja da Sra. Lovett -nº 186- é uma referência à lenda londrina de Sweeney Todd que colocou sua barbearia neste mesmo lugar.

  • Helena Bonham Carter estava grávida do diretor Tim Burton durante as gravações, e ela insiste (com precisão) que o tamanho dos peitos dela realmente mudou ao longo das claquetes.

  • Durante o seu primeiro mês de produção em Londres, Johnny Depp teve que tirar uma licença de dez dias quando a filha dele, Lily-Rose, foi levada às pressas para o hospital devido a uma grave doença (que nunca foi descoberto pela mídia). Para acomodar a ausência, o diretor Tim Burton filmou cenas que não envolvim o personagem de Depp.

Trilha Sonora

null

1. No Place Like London
2. The Worst Pies in London
3. Poor Thing
4. My Friends
5. Green Finch & Linnett Bird
6. Johanna
7. Pirelli’s Miracle Elixir
8. The Contest
9. Wait
10. Pretty Women
11. Epiphany
12. A Little Priest
13. Johanna
14. God, That’s Good!
15. By the Sea
16. Not While I m Around

Compre-o aqui.

Fontes

IMDb
Box Office Mojo
Wikipedia EN

Download mp3